19/09/2007 11:05

Tiro Livre – por Antonio Luiz

**Faltando doze rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o São Paulo se aproxima cada vez mais do título. Na semana passada, ainda recebeu uma mãozinha do Flamengo, que venceu o Cruzeiro, seu mais direto e perigoso perseguidor, e dilatou a vantagem tricolor. São nove pontos difíceis de serem tirados de uma equipe que quase não toma gols e sabe jogar de acordo com o adversário. Sábado, o São Paulo deu uma aula de futebol no Santos, que até então tinha a melhor campanha do returno e mostrou que vai ser duro batê-lo. O Palmeiras perdeu do Atlético Paranaense, o Corinthians perdeu do Botafogo e até aí nenhuma novidade. Em Minas, houve um clássico eletrizante com o Cruzeiro dando pinta de que não quer deixar o São Paulo abrir demais. O Náutico vem se recuperando e pode até sair da zona do rebaixamento que é o pesadelo do Corinthians, Flamengo e Atlético Mineiro, que agora rondam a ponta de baixo da tabela.

** O julgamento da MacLaren por espionagem industrial realizado esta semana em Paris foi uma piada só comparável com a absolvição de Renan Calhorda pelo senado brasileiro. A multa de “impressionantes” 100 milhões de dólares – e que não será paga totalmente – representa dez por cento do orçamento da equipe inglesa. A eliminação do campeonato de construtores era o óbvio e deveria ser estendida aos pilotos, afinal eles – Alonzo e Lewis – podem ser camnpeões graças às melhorias verificadas nos seus carros depois que a MacLaren botou a mão no calhamaço de informações. O que estou afirmando parece coisa de torcedor brasileiro querendo que o Felipe Massa se beneficie. Não é não. Em todos os sites de automobilismo as opiniões estão próximas da unanimidade. Exceto os ingleses e espanhóis, é lógico.

**A corrida em Spa-Francorchamps foi vencida com brilhantismo pelo finlandês Kimi Raikkonen. Fazendo a dobradinha da Ferrari, Felipe Massa. Foi legal, mas meio sem sal e o Galvão ainda passou a corrida toda pedindo que se esquecesse dos problemas extra pista. Esquecer como, se ele não parava de lembrar? Acho que o Rubinho não recebeu a bandeirada de chegada até agora. Vai ser ruim assim na...!

**Assisti todo o Campeonato Mundial de Judô disputado no Rio. O Brasil surpreendeu o mundo ao conseguir três medalhas de ouro e uma de bronze e ainda teve o Tiago Camilo eleito como o melhor atleta da competição. O judoca brasileiro venceu todas as sete  lutas por ippon, o chamado “golpe perfeito”. A performance do brasileiro foi impressionante, assim como a sua determinação. Passou o dia todo totalmente concentrado e simplesmente triturou os adversários não dando a menor chance a nenhum deles. Na final da categoria meio-médio, o brasileiro venceu o francês Anthony Rodriguez com facilidade, com um belo ippon.  O gaúcho João Derly também fez bonito e ganhou a medalha de ouro no terceiro dia. É o primeiro brasileiro bicampeão mundial. O Brasil  fez sua melhor campanha em mundiais, acumulando três  medalhas de ouro e uma de bronze. No primeiro dia de disputas, Luciano Corrêa garantiu o ouro, enquanto João Gabriel Schlittler ficou com o bronze. Na última edição, em 2005, no Egito, o Brasil garantiu um ouro com João Derly e um bronze com Luciano Corrêa.

Fonte: A Gazeta News