Gazeta de Amambaí


Sábado, 21 de Outubro de 2017 às 09:42

Universitário amambaiense morre em acidente da MS-156

Capotamento aconteceu na noite dessa sexta para sábado, dia 2,1 quando o estudante retornava da faculdade em Dourados, segundo a família.

Clique na Imagem para ampliá-la

Após sair da pista o carro despencou em uma ladeira de aproximadamente sete metros. O universitário Henrique Giordani Vitorasso (foto no detalhe) morreu no local. (Fotos: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

O universitário Henrique Giordani Vitorasso, de 30 anos, morador em Amambai, morreu quando o carro que conduzia, um Fiat Strada cor prata, placas de Amambai-MS, saiu da pista e capotou na  Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a  Caarapó.

O acidente aconteceu na noite dessa sexta-feira para sábado, 21 de outubro, após uma curva de acesso na ponte sobre o Rio Amambai, distante cerca de 30 quilômetros da cidade de Amambai.

O veículo e o corpo do rapaz só foram encontrados na manhã desse sábado por funcionários de uma empresa que está realizando restauração da rodovia estadual, isso porque ao sair para a direita da via, sentido Caarapó a Amambai, o carro despencou em um barranco de aproximadamente sete metros, tornando impossível a visualização para quem passava pela rodovia.

Segundo familiar ouvido pela reportagem do A Gazetanews, Henrique Vitorasso retornava da faculdade em Dourados, onde estava prestes a se formar no curso de engenharia da produção .

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Amambai foi acionada, mas como o universitário já estava em óbito, realizou apenas a preservação do local até a chegada da PRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual).

Uma equipe da Polícia Civil de Amambai também esteve no local realizando levantamentos e um laudo técnico deverá apontar as causas do acidente.

Vários acidentes

A localidade onde o universitário teve a vida ceifada durante o acidente da noite dessa sexta para sábado, já proporcionou inúmeros acidentes, inclusive levando várias pessoas a morte.

Quando foi aberta a rodovia, então de chão, por conta de subidas íngremes dos dois lados do Rio Amambai, a subida foi feita em curva, possivelmente para facilitar a transposição de veículos em período chuvoso.

Em 2005 quando o Governo de Mato Grosso do Sul pavimentou o trecho entre Amambai e Caarapó, ao invés de mudar o traçado, não se atentou para o perigo e acabou implantando a pavimentação usando o leito da estrada já existente, transformando aquele ponto da MS-156 e um local extremamente perigoso e que exige atenção redobrada dos motoristas.

Fonte: A Gazeta News

Veja mais fotos:

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.