25/01/2019 11:01

Brasil e Israel desenvolverão soja resistente a nematoides

Os nematoides da soja podem provocar até 70% de perdas

Uma parceria firmada entre as empresas brasileira e israelense, TMG - Tropical Melhoramento & Genética S/A e Evogene Ltda, irá resultar no desenvolvimento de um tipo de soja geneticamente modificada que será resistente a nematoides. De acordo com Alexandre Garcia, gestor de Pesquisa da TMG, a parceria irá revolucionar o mercado de resistência da soja.

“A Evogene tem longa experiência e utiliza tecnologias de ponta para a descoberta de genes que expressam características de valor agronômico e agora está expandindo sua plataforma de edição de genoma. A TMG se mantém comprometida com o desenvolvimento de cultivares não transgênicas como uma opção para agricultores e em utilizar genes nativos da soja para melhorar a resistência a pragas e doenças”, comenta.

Nesse cenário, informações da TMG indicam que os nematoides da soja podem provocar até 70% de perdas, dependendo da espécie presente na área cultivada. Além disso, estima-se que o impacto, apenas na cultura da soja no Brasil, seja de R$ 16,2 bilhões por ano, segundo dados da Sociedade Brasileira de Nematologia (SBN).

Arnon Heyman, vice-presidente da Evogene Ltda. e gerente geral da Divisão de Sementes, declarou que “é uma honra iniciar essa parceria com a TMG, que está entre as empresas líderes em melhoramento na América do Sul, para desenvolver e trazer ao mercado sementes de soja resistentes a nematoides, utilizando edição gênica, além de potencialmente evitar barreiras regulatórias pelo desenvolvimento de um atributo não transgênico”. Arnon explica que essa será a primeira vez que a Evogene poderá comercializar sementes editadas e que tal fato aproxima a Companhia de parcerias relevantes. 

Fonte: Agrolink