19/09/2007 13:49

Famasul cobra recursos para custeio da safra 2007/2008

Há menos de duas semanas do início do plantio da safra 2007/2008, a Federação da Agricultura e Pecuária de MS (FAMASUL) se reuniu ontem (18) com representantes do Banco do Brasil para cobrar agilidade na liberação dos recursos para o custeio. O vice-presidente da FAMASUL, Eduardo Riedel, pediu para que o banco fizesse de forma generalizada a prorrogação das dívidas para que os produtores rurais ficasse livre de provar a incapacidade de pagamento.

“Os produtores já haviam comprado os insumos para o plantio e as prorrogações das dívidas eram analisadas caso a caso, o que estava emperrando a liberação de recursos”, apontou. O Banco do Brasil passa agora analisa os pedidos de prorrogação de forma generalizada. Com isso, foi derrubado um dos principais entraves para que o produtor possa retirar novos financiamentos para o plantio da safra 2007/2008.

A partir de hoje as agências do Banco do Brasil (BB) em todo o país estão realizando a prorrogação automática dos débitos de custeio das safras 2003/04, 2004/05, 2005/06 com dispensa da apuração de incapacidade de pagamento. As instruções gerais para o procedimento foram repassadas ontem aos Estados.

O vice-presidente da FAMASUL alerta que para garantir a prorrogação da dívida é necessário formalizar o pedido na instituição financeira. O custeio será prorrogado por um ano após o final do contrato.

Fonte: Dourados Informa