27/03/2007 18:13

Tacuru: Dr. Cláudio mantém apoio e incentivo ao PETI

                O PETI é um programa que tem como objetivo no município, chamar a atenção de toda a sociedade, objetivando sensibilizar a sociedade civil sobre a importância da infância, como tempo para brincar e aprender.              Isso porque o trabalho precoce prejudica a saúde física e emocional e impede, no futuro, uma digna inserção dessas pessoas no mercado profissional. Não é toa que a meta do MDS é erradicar de vez o trabalho infantil.

O Brasil é considerado referência mundial no combate à exploração de crianças. É o único país a adotar política específica contra está mão-de-obra. Além de pagar uma bolsa mensal às famílias dos meninos e meninas, o Peti (programa gerenciado pelo MDS) oferece atividades culturais e esportivas no turno contrário ao da escola.

Atualmente o programa beneficia 930.824 crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos, a primeira lei de proteção à infância referente ao direito do trabalho no país é de 1891. Apesar disso, até meados de 1980 o Trabalho Infantil foi tolerado pelo governo e pela sociedade.

O problema era praticamente ignorado ou aparecia diluído em meio às questões sobre crianças abandonadas ou em situação de rua. Aos poucos, o assunto foi ganhando destaque na opinião pública, com uma grande virada na década de 90. Atualmente, a legislação brasileira é considerada uma das mais avançadas em relação à proteção da infância e da adolescência, inclusive com a ratificação pelo Brasil de convenções internacionais, “É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.  O PETI é uma ação do governo que desperta em nossas crianças e em suas família a possibilidade de um outro futuro.

Atualmente, as ações de proteção social e especial às crianças e adolescentes, vêm sendo transformadas em ações continuadas a serem executadas regularmente por meio do Sistema Único da Assistência Social – SUAS, apóia e oriente as famílias beneficiadas que participam de ações sócio-educativas, fomenta e incentiva a ampliação do universo de conhecimentos da criança e do adolescente, por intermédio de atividades culturais, desportivas e de lazer no período complementar ao ensino regular, estimula a mudança de hábitos e atitudes, buscando a melhoria da qualidade de vida das famílias numa estreita relação com a escola e a comunidade, estabelece parcerias com agentes públicos que garantem ações de diversos setores.

Está semana passada, o Prefeito Municipal de Tacuru, Dr. Cláudio Rocha Barcelos,enviou as crianças do PETI de Tacuru, uma grande remessa de brinquedos, onde elas poderão assim estar mais em contato com a sua realidade a distribuição dos brinquedos foi acompanhada pela gestora de assistência social Cristiane Aparecida da Silva, o PETI de Tacuru é um exemplo de humanidade companheirismo e bom atendimento as crianças e adolescentes. 

Fonte: A Gazeta News