29/09/2007 02:29

Iguatemi:Lídio vai investir quase R$ 4 mi em Saúde

O prefeito de Iguatemi, Lídio Ledesma (PDT) vai investir, em 2008, cerca de quatro milhões na área de saúde, tendo um crescimento de mais de um milhão em relação a 2007, que teve orçamento previsto de R$ 3,387 mi. O montante faz parte da proposta orçamentária para o próximo ano, entregue pelo prefeito ao presidente da câmara, o vereador Varico de Paula (PMDB).

A previsão orçamentária para o exercício de 2008 é de R$ 16.815.335, que ficou assim dividida: repasse para o Legislativo: R$ 1 mi; Administração: R$ 2.526.835 mi; Assistência Social: R$ 1.177.7; Saúde: R$ 3.701.1 mi; Educação: R$ 4.075 mi; Urbanismo: R$ 4.158 mi. O restante do orçamento está dividido entre as ações das gerências de Desenvolvimento Econômico, Finanças, Meio Ambiente e Gabinete do Prefeito.

Em relação a 2007, aprevisão orçamentária teve um acréscimo de mais de dois milhões. Apesar da provável diminuição da receita para o próximo ano, o prefeito Lídio Ledesma, em conversa com vereador Varico de Paula, disse não acreditar que o município não atinja a receita prevista. Se não houver um novo ajuste na aferição dos índices que cada município tem direito no bolo do ICMS, Iguatemi terá para o próximo ano uma perda de 31%, passando de R$ 6,576 mipara R$ 4,487 mi, de acordo com o índice provisório.

Após encaminhar o orçamento para a câmara, a expectativa do prefeito Lídio Ledesma é que ele seja aprovado pelos vereadores dentro do que foi previsto para que a administração tenha condições de executar os programas estabelecidos. “Temos certeza de que os vereadores apreciarão a lei orçamentária e a aprovarão, pois tanto o Executivo quanto o Legislativo estão trabalhando a serviço da comunidade e não em causa própria”, disse o prefeito.

O vereador Varico de Paula crê que não haverá dificuldades na aprovação. “O orçamento será colocado à apreciação dos vereadores, encaminhado às comissões que avaliarão a necessidade ou não de emendas e segue para aprovação em plenário”, afirmou.  Sua estimativa é que seja aprovado até o dia de 11 de dezembro, uma vez que a câmara reserva as duas últimas sessões do ano para aprovação do orçamento entrando, em seguida, em recesso parlamentar.

Fonte: Assessoria Prefeitura