23/11/2012 17:10

Pai é preso por fazer empréstimo em nome de filha em Paranhos

Is allowance instantly strangers applauded
O acusado, Artemiro Vivero, de 74 anos. Após ser preso em 2011 acusado de maus tratos e suposto estupro contra a própria filha deficiente mental, ele voltou para a cadeia nessa sexta após usar documen

Vilson Nascimento

Através de trabalhos de investigações contínuas desencadeadas após denúncia, a Polícia Civil de Paranhos prendeu, na manhã dessa sexta-feira, 23 de novembro, um homem de 74 anos, acusado de utilizar os documentos da própria filha deficiente mental para contrair empréstimo sem o aval da vítima.

De acordo com a Polícia Civil, de posse da documentação pessoal da mulher, que é considerada incapaz, Artemiro Vivero, teria contraído um empréstimo do valor de R$ 3 mil reais em nome dela.

Segundo a polícia, ao ser ouvido na Delegacia, Artemiro, que no ano passado (2011) já havia sido preso por maus tratos e suposto estupro da mesma filha deficiente, teria relatado que havia usado parte do dinheiro do empréstimo contraído com a documentação da mulher para pagar dívidas pessoas.

De acordo com a polícia, no ato da prisão os policiais teriam recuperado em poder de Artemiro Vivero parte do dinheiro do empréstimo e a documentação pessoal da vítima.

Segundo a Polícia Civil de Paranhos, Artemiro foi autuado em flagrante pelo crime de “supressão de documento particular” e encaminhado para a cadeia pública de Sete Quedas, sede da Comarca, onde permanecerá preso à disposição da Justiça.

Fonte: A Gazeta News