19/09/2007 07:42

MPF oferece denúncia por 4 crimes contra o coronel Ivan

A Procuradoria Regional da República da 3ª Região (PRR 3ª Região) ofereceu no dia 10 de setembro denuncia ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3ª Região) contra o deputado estadual José Ivan de Almeida, o coronel Ivan (PSB), por contrabando, corrupção ativa, tráfico de influência e formação de quadrilha.

O deputado é apontado na investigação da Polícia Federal, como um dos proprietários de máquinas caça-níqueis em Mato Grosso do Sul. Em ligação telefônica interceptada na Operação Xeque-Mate, o parlamentar aparece cobrando mais participação no faturamento e ameaça retirar 15 máquinas que seriam suas.

A denúncia foi apresentada pela procuradora Maria Iraneide Olinda Santoro Facchini e está sendo analisado pela desembargadora Diva Malerbi, que decide se acata ou não.

Como deputado estadual, o coronel Ivan tem direito a foro privilegiado, ou seja, enquanto outras 39 pessoas indiciadas nessa investigação foram denunciadas pela Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul a Justiça Federal no Estado, as informações sobre seu envolvimento com a Máfia dos Caça-Níqueis foram encaminhadas a Procuradoria Regional da República.

Após a análise das informações a PRR decidiu apresentar a denúncia contra o deputado ao TRF 3ª Região. Entretanto, a Procuradoria Regional poderia também ter decidido por pedir uma nova investigação da Polícia Federal sobre o caso ou até mesmo sobre o arquivamento da denúncia.

Junto com a denúncia a Procuradoria Regional da República encaminhou a Assembléia Legislativa informações sobre o caso, atendendo o pedido encaminhado pelo líder da bancada do PSDB, Reinaldo Azambuja, em junho.

A reportagem do Portal TV Morena entrou em contato com assessoria do coronel Ivan para saber de seu posicionamento sobre a denúncia, mas até o fechamento da matéria não obteve o retorno.

Fonte: TV Morena