19/09/2007 00:27

Prefeitos de MS vão ao lançamento do PAC da Funasa

Um grupo de 19 prefeitos de Mato Grosso do Sul vai amanhã a Brasília para o lamento do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na área de saúde pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No estado, as ações já tinham até sido anunciadas em solenidade com o presidente da Funasa, Danilo Forte, em agosto.

O programa vai envolver entre as várias frentes a expansão do saneamento básico em cidades pequenas. No Estado, Coronel Sapucaia, Itaporã, Tacuru, Paranhos e Douradina foram consideradas situações que exigem investimentos emergenciais. Um dos critérios para definir as prioridades foi o número de casos de mortalidade infantil.

Para o Estado, o programa pervê recursos para 20 cidades, conforme a Assomasul. São elas: Amambai, Corguinho, Coronel Sapucaia, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Figueirão, Inocência, Itaquiraí, Japorã, Jaraguari, Jateí, Ladário, Laguna Carapã, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Ribas do Rio Pardo, Rochedo, Santa Rita do Pardo e Tacuru

O PAC da Saúde estabelece invstimentos até o ano de 2010, com R$ 4 bilhões. Para comunidades indígenas, há meta de elevar o abastecimento de água de 62% para 90% e, dobrar de 30% para 60% a cobertura de esgoto.

No caso de comunidades quilombolas 45 mil famílias, em 622 comunidades, terão rede de água e esgoto. Há ainda outra frente de investimento para cidades com ocorrência do Mal de Chagas.

Fonte: A Gazeta News