28/09/2007 16:03

Web doméstica tem 19 milhões de brasileiros

O número de usuários residenciais ativos de internet -- aqueles que acessaram a rede mundial de computadores pelo menos uma vez no mês -- bateu novo recorde no Brasil em agosto e atingiu 19,3 milhões de pessoas. Os dados são da pesquisa mensal Ibope/NetRatings.

Em relação a julho, o crescimento foi de 4,2%. Em números absolutos, o total de pessoas com acesso residencial à internet (que têm acesso, mas muitas vezes não navegam) também chegou ao seu maior patamar em agosto: 30,1 milhões de pessoas. Segundo a pesquisa, o número de usuários com mais de 16 anos com acesso à internet em qualquer ambiente (casa, trabalho, escolas, universidades e outros locais) foi de 36,9 milhões.

O Ibope/NetRatings também apurou que o Brasil manteve-se como o país com maior tempo médio de navegação residencial por internauta entre as dez nações monitoradas pela Nielsen/NetRatings, com 23h28min, 2 minutos menos que em julho. Completam a lista dos cinco países com maior tempo por pessoa no domicílio os Estados Unidos (20h), Alemanha (18h14min), Japão (17h59min) e Austrália (17h44min).
Categorias

Por categorias, o crescimento de acessos foi destaque no segmento "Automotivo", com alta de 10,3% em agosto ante julho, atingindo 3,1 milhões de internautas.

Na seqüência, os melhores desempenhos foram das categorias "Governo e Empresas sem Fins Lucrativos", com 9% de aumento, com visitas de 9,3 milhões de pessoas; "Educação e Carreira", que cresceu 8,9% em número de usuários, atingindo 9,8 milhões de brasileiros; "Viagens e Turismo", com evolução de 7,3%, com 4,7 milhões de usuários únicos; e "Computador e Consumo de Eletrônicos", com 7% mais usuários em agosto, chegando a 15 milhões de pessoas.

Por tempo de uso, os destaques foram "Entretenimento", com 3 horas e 5 minutos e avanço de 17,1% no mês; "Casa e Moda", com 32 minutos e crescimento de 16,3% no período; e "Automotivo", com 15 minutos em média, por usuário e alta de 14%.

"Em agosto continuamos a observar o crescimento de categorias que historicamente mostravam pouca atratividade no Brasil, como o setor automotivo e de turismo, por exemplo", afirmou em comunicado o gerente de análise de mercado do Ibope, Alexandre Sanches Magalhães. “O forte aumento do número de computadores conectados via banda larga impulsiona a diversificação do uso da web e ajuda a entender por que é cada vez menor a diferença entre os assuntos mais procurados e os menos procurados, gerando oportunidade de negócios para todos", complementou.

O Ibope/NetRatings destaca que, enquanto a internet residencial cresceu 41,5% em número de usuários no último ano, algumas categorias superaram essa evolução: "Casa e Moda" (88%), "Automotivo" (79%), "Viagens e Turismo" (65%), "Família e Estilo de Vida" (52,2%) e "Educação e Carreira" (50,5%). Por tempo de uso, a categoria com maior destaque foi "Entretenimento", que aumentou seu consumo em 53%.

Fonte: TV Morena