28/09/2007 14:47

MS é 6º posição no ranking nacional de expectativa de vida

Nos últimos dez anos, entre 1996 a 2006, houve aumento da expectativa de vida de 3,5 anos no País e Mato Grosso do Sul está na 6ª posição no ranking brasileiro dessa elevação, com expectativa de 73,5 anos. O Estado ainda apresenta a quinta menor taxa de mortalidade infantil, conforme dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Distrito Federal é o campeão no índice de expectativa de vida, com 75,1 anos, seguido de Santa Catarina (75), Rio Grande do Sul (74,8), Minas Gerais (74,4), São Paulo (73,9) e Mato Grosso do Sul.

No Estado, a exemplo do resto do Pais, os idosos de cor negra ou parda que ultrapassam os 60 anos de idade chegam a 83 mil habitantes, o equivalente a 7,7% da população. Os de cor branca representam 111 mil pessoas. Conforme o IBGE, esses resultados refletem das condições de vida mais precárias das populações pretas e pardas em comparação às populações brancas.

A redução na taxa de mortalidade infantil no Estado pode ser um reflexo do resultado da expectativa de vida: de 2005 para 2006, o índice que era de 19,1% caiu para 18,5%, ficando atrás do Rio Grande do Sul (14,9%), São Paulo (16%), Santa Catarina (16,6%) e Distrito Federal (17,3%).

População ativa- Entre 1996 a 2006, a população ativa em Mato Grosso do Sul passou de 1. 229.838 para 1.548.000 habitantes. O mesmo índice de aumento é verificado na população inativa, que subiu de 720,4 mil para 756 mil habitantes.

Fonte: TV Morena