28/01/2019 09:53

Amambai faz manifesto contra aumento na conta de luz

Para Dr. Edinaldo Bandeira, além de cobranças exageradas na conta de luz dos munícipes, a concessionária tem deixado a desejar nos serviços prestados, prejudicando a população e o desenvolvimento do m

Is allowance instantly strangers applauded
Durante todo o dia voluntários estão colhendo assinaturas na praça central. A presidente da Câmara, vereadora Janete Córdoba esteve acompanhando. (Fotos: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

O prefeito de Amambai, Edinaldo Luiz de Melo Bandeira, o “Dr. Bandeira” (PSDB) usou as redes sociais esse semana para convocar a população e segmentos de classe do município para um grande manifesto que está acontecendo hoje, segunda-feira, 28 de janeiro, na cidade.

O alvo da manifestação pública é a Energisa, a concessionária que obtêm o monopólio no fornecimento de energia, não só para Amambai, mas para a maior parte das regiões e municípios de Mato Grosso do Sul.

Desde os últimos meses de 2018 a população urbana e rural de Amambai vem reclamando de frequentes oscilações e quedas de energia, a demora no tempo-resposta da Energisa em realizar os reparos para restaurar o fornecimento de luz, das dificuldades de obter atendimento e esclarecimentos físicos e até mesmo o via SAC (Setor de Atendimento ao Consumidor) disponibilizado pela empresa e agora no início de 2019, as reclamações estão voltadas pelos altos valores cobrados na conta de luz.

Todos estes fatores que tem gerado uma enxurrada de reclamações por porte da população, inclusive em relação a cobrança de ação por parte do Poder Público local para buscar solução para a questão.

Em entrevista por telefone a reportagem do grupo A Gazeta na manhã da quinta-feira, 24 de janeiro, o prefeito, Dr. Edinaldo Bandeira destacou que o manifesto previsto para esta segunda-feira tem por objetivo mostrar aos diretores da Energisa e as autoridades responsáveis pelo setor como a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), por exemplo, o descontentamento da sociedade amambaiense em relação aos serviços e o valor da conta de luz praticado pela concessionária de energia em Amambai.

Para Dr. Bandeira, além de cobranças exageradas na conta de luz dos munícipes, a concessionária tem deixado a desejar nos serviços prestados, prejudicando a população em geral e inclusive o desenvolvimento do município.

A programação

Das 8h da manhã e às 17h dessa segunda-feira (28) pessoas voluntárias estão com questionários na Praça Coronel Valêncio de Brum, a praça central da cidade coletando assinaturas para o abaixo-assinado.

Às 17h45 o comércio de Amambai fecha as portas em sinal de protesto e às 18h haverá um ato de desagravo com a participação da população e representantes de segmentos da sociedade em geral, na frente do escritório da Energisa, em Amambai.

Segundo José Aguiar, o objetivo da ação e do abaixo-assinado é mostrar o descontentamento da sociedade amambaiense em relação ao valor supostamente abusivo cobra na conta de luz e com os serviços prestados pela Energisa no município.

De acordo com  diretor de comunicação da Prefeitura de Amambai, do manifesto, que terá, segundo a administração municipal o apoio de entidades como a ACIA (Associação Comercial e Empresarial de Amambai) e o SRA (Sindicato Rural de Amambai), entre outras representações de classes, deverá sair materialidade para a elaboração de uma Ação Civil Pública de iniciativa popular em desfavor da concessionária.

Fonte: A Gazeta News