18.2 C
Amambai
segunda-feira, 15 de julho de 2024

Jesus quer misericórdia e não sacrifício – Por Eloir Vieira

Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não sacrifício. Porque eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento” (Mt 9.13).

Ser misericordioso é mais que ajudar o necessitado; é se compadecer do fraco, do injustiçado, ou em pecado precisando se arrepender! Todos nós somos pecadores e precisamos nos arrepender para sermos salvos! Jesus teve misericórdia da mulher pega adulterando: “E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela” (Jo 8.7).

Deus não pede nada em troca da salvação, nem exige sacrifícios, pois, seu Filho Jesus, já se sacrificou por todos. Os pecadores que creem e se arrependem, recebem gratuitamente o perdão e a salvação! O arrependimento acontece quando recebemos fé no nosso coração: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8,9).

Deus perdoou os pecados de toda a humanidade, mediante o sacrifício do seu Filho Jesus. Pela fé, todos que creem são salvos sem merecimento, sem pagamento! Quando cremos, bate em nós, o arrependimento; sentimos vontade de reparar as injustiças que cometemos, e ajudar os pobres; como fez Zaqueu depois de ouvir Jesus: “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado” (Lc 19.8).

O Senhor nosso Deus Criador e Pai, não está interessado em rituais religiosos, nem aceita sacrifícios de tolos que não obedecem à sUa Palavra! O Senhor nos manda colocar em prática a nossa fé, a compaixão, a misericórdia, amando o próximo como a nós mesmos: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (Jo 15.12). “Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros” (17).

A promessa do Senhor, está de pé! Ele oferece gratuitamente o perdão e a salvação a todos os pecadores. Nós precisamos apenas crer, nos arrepender: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” (2ªPe 3.9).

Se cremos e nos arrependemos, renunciamos ao pecado e aceitamos Jesus como nosso único Salvador e Senhor! Porque somente Ele pagou o preço pela nossa libertação: “E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse e, ao terceiro dia, ressuscitasse dos mortos;e, em seu nome, se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém” (Lc 24.46,47).

Todos nós somos pecadores precisando de Jesus Cristo para sermos salvos! Sem Cristo, estamos perdidos, condenados à morte eterna! Nosso corpo natural, se acaba, mas nossa alma não morre! Só, não somos salvos, se rejeitarmos, se negarmos a fé no único Salvador, Jesus Cristo Filho de Deus! Entregue-se a Cristo agora mesmo; salve-se: “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Mc 16.16).

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 15 de julho de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

Enquete