18.5 C
Amambai
segunda-feira, 15 de julho de 2024

Como justificamos nossa Fé? – Por Eloir Vieira

“Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?  

Sabemos que a salvação é pela graça, mediante a fé! É um dom de Deus, e ninguém é salvo por alguma obra sua: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8,9).  

A graça é o auxílio divino e a força que recebemos por meio da Expiação de Jesus Cristo. Somos salvos por meio da fé, que é um dom de Deus; não por alguma obra nossa: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16).

Porém, a fé, é justificada pelas obras de obediência ao Deus Salvador! Sem obediência, a fé é vã, é falsa, insignificante, inútil, sem fundamento, pois não tem conteúdo e não alcança os objetivos esperados: “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? Porventura, a fé pode salvá-lo?” (Tg 2.14). “Tu crês que há um só Deus? Fazes bem; também os demônios o creem e estremecem” (Tg 2.19).

A obediência a Deus, justifica a fé! Ao fazermos a vontade de Deus, estamos colocando nossa fé em prática: “Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta? Porventura Abraão, o nosso pai, não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque? Bem vês que a fé cooperou com as suas obras e que, pelas obras, a fé foi aperfeiçoada, e cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus. Vedes, então, que o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé” (Tg 2.20-24.

Quando Abraão ofereceu seu filho em sacrifício a Deus, praticou sua fé obedecendo a Deus! Abraão foi provado, e aprovado: Pela fé, ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado, sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito” (Hb 11.17).

O justo vive da fé, hoje e eternamente! Sem fé é impossível agradar a Deus: “Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele” (Hb 10.38). É pela fé que a nossa alma é salva: “Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma” (Hb 10.39).

Quando recebemos fé na nossa vida, deixamos os pecados e velhos costumes para trás, e passamos a viver novidade de vida ao praticarmos o evangelho do Senhor; porque queremos agradar a Deus, fazendo a vontade dEle e não a nossa vontade: “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam” (Hb 11.6).

A obediência a Deus evidencia a fé: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma” (Tg 2.17). Tiago, compara a fé com nossa própria existência. Assim como o corpo sem o espírito está morto, a fé sem obras é morta: “Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta” (Tg 2.26).

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 15 de julho de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

Enquete