18.9 C
Amambai
quinta-feira, 20 de junho de 2024

O Tribunal de Cristo e os Galardões – Por Eloir Vieira

“Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal” (2ªCo 5.10).

O tribunal de Cristo, não será para julgar os cristãos; para condená-los ou absolve-los! No tribunal de Cristo, irão somente os ressuscitados e arrebatados na primeira ressurreição; pessoas que creram, se arrependeram e se converteram a Cristo antes de morrerem fisicamente; para estes, não há mais condenação, porque são o corpo da igreja do Senhor: “Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito” (Rm 8.1).

O tribunal de Cristo será para julgar as obras de cada um a partir do momento em que se tornou um cristão. Se o que fez for aprovado, será recompensado; se for reprovado, será salvo, mas, ficará de mãos vazias, com cara de derrotado: “E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo” (1ªCo 3.12-15.

Na Bíblia não está revelado o que são os galardões, mas fala de coroações aos vencedores, aos vitoriosos! Deus sabe recompensar seus servos pelas suas boas obras! A Bíblia fala de coroas que estão reservadas para os obedientes e fiéis! Sabemos que, quem usa uma coroa, é uma nobreza respeitada; alguém que exerce uma soberania e autoridade sobre outros, por merecimento; é uma pessoa vitoriosa!   

A salvação não é por merecimento; o crente é salvo, independente de fazer obras ou não. Porque a salvação é pela fé em Cristo e não por obras! No entanto, os salvos são chamados a trabalhar para o Reino e viver uma vida de santidade diante de Deus e dos homens; se cada um cumprir seu ministério com amor e justiça, será recompensado! Disse Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda” (2ªTm 4.7,8).

O cristão passa por aflições; sofre tentações, perseguições, provações. Se for aprovado, receberá o seu galardão no tribunal de Cristo: “Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam” (Tg 1.12). “E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível” (1ªCo 9.25).

O Senhor Jesus, alerta e incentiva os seus servos, a serem sóbrios, vigilantes e prudentes, para não perderem a sua coroa, o seu galardão: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26.41). Jesus está prestes a vir, e pegará muitos de surpresa! Ele não marcou dia nem hora, para que estejamos prontos como se viesse hoje, agora: “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” (Ap 3.11). Sejamos salvos e coroados!

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 20 de junho de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

Enquete