5.8 C
Amambai
quarta-feira, 29 de maio de 2024

Casal é preso acusado de matar e decapitar jovem indígena em Amambai

Crime foi motivado por ciúmes, apurou investigação desencadeada pela Polícia Civil local. Bombeiros procuram cabeça da vítima no Rio Panduí.

Vilson Nascimento

Por meio de um trabalho rápido e eficiente de investigação a Polícia Civil local identificou e prendeu, no decorrer desse domingo, dia 14, um casal indígena, uma mulher de 27 anos e um homem de 19 anos, acusado de matar e decapitar um jovem também indígena, fato ocorrido do final da tarde desse sábado, 13 de abril na comunidade indígena Aldeia Amambai, em Amambai.

A vítima, Josué Areve Martins, de28 anos, teve a cabeça e os braços decepados do corpo em um crime bárbaro, segundo apurou a Polícia Civil, motivado por ciúmes.

Depois de decaparem o jovem, os autores teriam jogado a cabeça do rapaz no Rio Panduí, localizado aos fundos da Aldeia Amambai.

Após levantar essas informações sobre o possível local da desova da cabeça de Josué, a delegada plantonista, Dra. Alana Tíssia, que atual nas investigações do caso, solicitou apoio do Corpo de Bombeiros para realizar as buscas.

Os trabalhos de busca pela cabeça, que foram prejudicados pelo grande volume de chuva que caiu em Amambai e região, fazendo aumentar o volume e deixando a água barrenta, foram iniciados na tarde desse domingo, interrompidos no início da noite e serão retomados na amanhã desta segunda-feira, dia 15 informou o Corpo de Bombeiros a reportagem do grupo A Gazeta.

Segundo a delegada, Dra. Alana Tíssia, o trabalho da perícia criminal desenvolvido por profissionais lotados na Unidade Regional de Perícia e Identificação de Amambai, que atua no caso vai concluir a apuração da possível mecânica e o instrumento utilizado para a prática do crime.

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 29 de maio de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

Enquete