34 C
Amambai
segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Ministério faz levantamento sobre adolescentes privados de liberdade

2023-12-04 23:02:05

Ministério faz levantamento sobre adolescentes privados de liberdade

Depois de seis anos, o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) voltou a reunir informações nacionais sobre o atendimento de adolescentes em restrição e privação de liberdade no país. O Levantamento Anual do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) foi apresentado nesta segunda-feira (4), em evento que faz parte da celebração dos 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 10 de dezembro.

Os dados publicados, referentes a este ano, trazem um panorama dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas no meio fechado em todos os estados. O levantamento mostra um total de 11.664 adolescentes inseridos ao sistema socioeducativo nas modalidades de restrição e privação de liberdade, sendo 9.656 em cumprimento de medida socioeducativa de semiliberdade e internação, 222 em internação sanção e 1.786 em internação provisória. 

Segundo o ministério, desde 2017, a Política Nacional de Atendimento Socioeducativo não recebia um levantamento amplo de informações. “O levantamento mostra uma urgência de a gente trabalhar com os dados como uma prioridade para qualificar o atendimento e garantir que os direitos humanos desses adolescentes sejam assegurados”, disse a coordenadora-geral das Políticas Públicas Socioeducativas, Mayara Silva. 

A pasta dos Direitos Humanos também apresentou outras ações e projetos estratégicos voltados à promoção e proteção dos direitos das crianças e adolescentes. O Programa de Proteção à Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAM), que completou 20 anos de execução em 2023, foi ampliado de 18 para 22 estados, com inclusão de Roraima, Amapá, Goiás e Mato Grosso do Sul. 

Segundo a coordenadora-geral do programa, Denise Avelino, em Roraima, haverá uma metodologia específica de atendimento das crianças indígenas, quilombolas, ribeirinhas e imigrantes. "O PPCAM Roraima será um piloto para que possamos alcançar as especificidades do Brasil", disse Denise, ressaltando que em 2024 a meta é alcançar todo o Brasil.  

Também foi apresentada hoje a reformulação dos  sistemas de Proteção à Infância e Adolescência – Módulo Conselhos Tutelares e do Programa de Proteção à Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte. As mudanças vão facilitar o registro e tratamento de informações sobre a garantia e defesa dos direitos fundamentais preconizados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, disse que as entregas são fundamentais para dar a base material para construção de um horizonte de políticas de direitos humanos no país. “Vamos ter um sistema de informações que vai nos permitir fazer política pública baseada em evidências. Isso é muito importante depois de um país que virou as costas para a ciência da maneira mais absurda que se possa imaginar”, comentou o ministro.

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 26 de fevereiro de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

As Mais Lidas

Nota de falecimento de Sérgio Luiz Nogueira Neves, o popular Serginho

Comunicamos com pesar o falecimento na quarta-feira, dia 21...

Casa do Trabalhador disponibiliza 29 oportunidades de emprego nesta quarta-feira em Amambai

Vilson Nascimento  A Casa do Trabalhador, órgão ligado a Fundação do Trabalho (Funtrab) do Governo...

3ª Companhia Independente de Polícia Militar de Amambai completa 21 anos

Na tarde desta terça-feira, 20 de fevereiro, a 3ª...

Vereadora Lígia Borges pede substituição de parquinhos infantis em Amambai

Vilson Nascimento Por meio de indicação apresentada durante a sessão...

Janete diz que alianças são importantes para disputar e administrar o Município de Amambai

Redação A vereadora Janete Córdoba (PSDB), pré-candidata a prefeita de...

Enquete