25.8 C
Amambai
sábado, 2 de março de 2024

'Bomba' de coxinha, células-tronco e rubis: veja apreensões inusitadas feitas no aeroporto de Foz do Iguaçu

2023-10-21 17:09:49

'Bomba' de coxinha, células-tronco e rubis: veja apreensões inusitadas feitas no aeroporto de Foz do Iguaçu

Células-tronco, "bomba" de coxinha, rubis e cabelos humanos são só alguns dos itens inusitados já apreendidos no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

De acordo com aeroporto, só no primeiro semestre de 2023, mais de uma tonelada de itens de origem ilícita ou que não podem ser transportados em voos foram apreendidos. Descubra a seguir as apreensões mais inusitadas. 

A Polícia Federal explica que Foz do Iguaçu fica em uma região geograficamente estratégica: na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, por onde há grande circulação de pessoas e veículos.

O aeroporto internacional afirma que este ano mais de um milhão de pessoas já passaram pelo local.

Conforme o delegado da Polícia Federal de Foz do Iguaçu Marco Berzoini Smith, a fiscalização busca identificar passageiros que estejam transportando itens proibidos nos voos, assim como objetos ilegais. Saiba a seguir o que não pode levar no avião. 

"Eles [os agentes] sempre estão procurando algo estranho, algo que não deveria estar ai. Esse algo estranho pode ser arma, explosivos, drogas, mercadorias estrangeiras. A estratégia e forma de fiscalização é mesma", afirma. 

"Mais
Mais de 1 tonelada de itens que não podem ser transportados em voos foram aprendidos no aeroporto de Foz do Iguaçu — Foto: CCR Aeroportos

Smith afirma que casos mais recentes, como o da apreensão de células-tronco e dos ovos encontrados no sutiã de uma passageira, são situações mais específicas e em que pode ser mais difícil comprovar a irregularidade.

Porém, o delegado reforça que a polícia trabalha caso a caso para a devida punição.

"A função primordial da Polícia Federal nos aeroportos é garantir a segurança da estrutura tanto do aeroporto quanto das aeronaves. A função secundária é a repressão a ilícitos como contrabando, descaminho e tráfico de drogas. Combinando as duas funções, se faz a revista dos passageiros, se faz a fiscalização de quem adentra o aeroporto", explica.

A PF também destaca que o Aeroporto Internacional liga Foz do Iguaçu a várias cidades da América do Sul e da Europa.

Com o maior movimento registrado na região no fim do ano, diante da alta procura pelos atrativos turísticos, a PF afirma que reforçará a fiscalização.

A previsão é de que mais agentes fiquem no aeroporto e pontes, como as que ligam o Brasil a Argentina e Paraguai, para garantir a segurança de quem passar pela tríplice fronteira.

O que não levar em voos

Conforme a CCR Aeroportos, concessionária responsável pelo aeroporto de Foz do Iguaçu, grande parte das apreensões é de objetos simples, como produtos para higiene pessoal. Mas há registros de armas de fogo e até mesmo de furadeiras encontradas em bagagens de mão.

Bebidas alcoólicas também estão entre os principais itens apreendidos. Cada passageiro pode transportar até cinco litros do produto, em garrafas lacradas, e com teor alcoólico entre 24% e 70%.

Cada companhia aérea disponibiliza uma lista com os objetos que não podem estar nem nas malas despachadas, nem nas bagagens de mão. Confira alguns exemplos: 

  • líquidos inflamáveis como gasolina, álcool e sprays;
  • explosivos como granadas, fogos de artifício e pólvoras;
  • armas, não somente as de fogo, mas também de pressão, químicas ou de choque elétrico;
  • ácidos, venenos e substâncias infecciosas.

Não é permitido transportar na bagagem de mão: 

  • objetos cortantes ou perfurantes, como canivetes, tesouras e outros itens pontiagudos;
  • líquidos e outras substâncias não embaladas em garrafas de até 100 ml;
  • desodorante aerosol;
  • bebidas alcoólicas.

A lista completa de itens que não podem ser transportados em itens despachados e malas de mãos está disponível no site da Agência Nacional de Viação Civil (Anac). Confira a lista na íntegra clicando aqui. 

Confira a seguir algumas apreensões inusitadas

  • 7 ovos de espécie não identificada
"PF
PF apreende 7 ovos de espécie não identificada escondidos no sutiã de passageira no aeroporto de Foz do Iguaçu — Foto: Polícia Federal (PF)

Na semana passada, a Polícia Federal (PF) apreendeu sete ovos de uma espécie não identificada escondidos no sutiã de uma passageira no aeroporto. Conforme a PF, a passageira tinha como destino Assunção, capital do Paraguai.

A mulher argentina, de 30 anos, afirmou aos policiais que os ovos seriam para a alimentação dela. Ela afirmou ainda que os ovos eram de codorna e que os levaria para Assunção.

Após ser ouvida, ela foi liberada. Segundo a PF, ela não foi detida porque não foi possível identificar de qual espécie se tratavam os ovos, que, após serem apreendidos, foram para avaliação e possível identificação da espécie por equipe especializada.

  • Frascos com células-tronco
"Frascos
Frascos de células-tronco apreendidas em Foz do Iguaçu — Foto: Maurício Freire/RPC Foz do Iguaçu

Nove frascos com células-tronco foram encontrados com uma passageira chilena, de 38 anos, em cinco de outubro neste ano.

As células-tronco têm a capacidade de se transformar em qualquer tipo de célula adulta e são utilizadas em diversos tipos de tratamento. A mulher foi ouvida e liberada. O material foi apreendido e encaminhado à Anvisa.

Segundo a Receita Federal, esse tipo de material só pode ser transportado com autorização da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o uso indevido pode trazer riscos à saúde. 

  • 'Bomba' de coxinha
"Aeroporto
Aeroporto de Foz do Iguaçu é fechado por ameaça de bomba; um passageiro foi preso — Foto: Polícia Federal/Foz do Iguaçu

Em 11 de junho deste ano, o aeroporto de Foz do Iguaçu foi fechado após um passageiro falar para uma comissária de bordo que estaria com uma bomba. A aeronave chegou a ser evacuada.

Segundo a PF, o suspeito é um homem que trabalha no ramo de hotelaria e viajava a serviço. Ele foi detido e levado para o posto da PF.

A suposta bomba encontrada no avião era, na verdade, um pacote de coxinhas, conforme informou na época o delegado de Polícia Federal (PF) Marco Smith.

  • Treze quilos de cabelo humano
"Receita
Receita Federal apreende 13 kg de cabelo, em Aeroporto de Foz do Iguaçu — Foto: Receita Federal/Divulgação

Treze quilos de cabelo foram apreendidos pela Receita Federal no aeroporto em 2019. Segundo a receita, o suspeito equatoriano disse que comprou a mercadoria no Paraguai.

O homem ainda informou que venderia o cabelo em São Paulo. Os produtos foram apreendidos porque o homem não apresentou o documento de autorização para a importação, segundo a receita.

O passageiro suspeito passou rapidamente pela fiscalização e, conforme a receita, não quis colocar a bagagem na esteira do scanner.

  • 7,5 kg de rubi apreendidos
"Rubis
Rubis foram apreendidos no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu — Foto: Divulgação/Receita Federal

Dois homens foram barrados no aeroporto em 2019 com 7,5 quilos de rubis. As pedras estavam sem nota fiscal e foram avaliadas em mais de R$ 14 milhões.

A dupla foi pega quando tentava passar as bagagens pelo scanner da Receita Federal e conduzida para a delegacia da Polícia Federal.

Os passageiros disseram que viajariam para Guarulhos, em São Paulo. O destino final das pedras, segundo eles, seria Portugal.

  • US$ 300 mil em fundo falso de mala
"Coreano
Coreano é preso com US$ 300 mil em fundo falso de mala no Aeroporto de Foz do Iguaçu — Foto: Reprodução/RPC

Um coreano foi preso em flagrante após a PF apreender US$ 300 mil escondidos no fundo falso de uma mala. De acordo com a corporação, o suspeito era coreano e atuava como comerciante no Paraguai.

Ele foi detido quando iria fazer uma viagem a Seul, capital da Coreia do Sul, segundo a PF. Na época, a corporação disse que o homem vai responder pelo crime de evasão de divisas, com pena de dois a seis anos de prisão.

  • 10 kg de ouro apreendidos no aeroporto
"Segundo
Segundo a Polícia Federal, o ouro estava escondido na base das taças — Foto: Divulgação/PF

Cerca de 10 kg de ouro escondidos na bagagem de uma chinesa, de 62 anos, foram apreendidos no aeroporto em 2017. O metal avaliado em mais de R$ 1 milhão estava escondido em taças de alumínio.

Segundo a Receita, a suspeita começou quando a bagagem passou pelo equipamento de raio-x. Uma servidora notou que objetos semelhantes a taças de alumínio aparentavam uma densidade muito grande. A mulher iria à China fazendo uma conexão no Rio de Janeiro.

As taças estavam embaladas para presente. Ao analisar o material, os fiscais encontraram blocos de metal no fundo delas. Um acompanhante da chinesa confirmou que era ouro.

A chinesa foi presa por evasão de divisas, mas pagou fiança de quase R$ 95 mil e respondeu pelo crime em liberdade.

Leia também

Edição Digital

Jornal A Gazeta – Edição de 01 de março de 2024

Clique aqui para acessar a edição digital do Jornal...

As Mais Lidas

Homem morre em acidente de moto próximo ao córrego Panduí em Amambai

Redação Nesta quarta-feira, dia 28, por volta das 13h50, um...

Durante ato MDB e PP debateram conjuntura política e eleições 2024 em Amambai

Vilson Nascimento Um ato político promovido pelo MDB (Movimento Democrático...

Casa do Trabalhador disponibiliza 41 oportunidades de emprego nesta segunda-feira em Amambai

Vilson Nascimento  A Casa do Trabalhador, órgão ligado a Fundação do Trabalho (Funtrab) do Governo...

Nota de falecimento de Sérgio Luiz Nogueira Neves, o popular Serginho

Comunicamos com pesar o falecimento na quarta-feira, dia 21...

Enquete