Gazeta de Amambaí


Quinta-Feira, 01 de Março de 2018 às 06:05

Legumes minimizam o risco de contrair câncer

Análise de pesquisa foi ampla

Até o momento, os legumes eram considerados protetores contra diferentes tipos de câncer. Depois de um seguimento de seis anos a 7.212 com alto risco cardiovascular, um estudo revelou a associação protetora entre o consumo destes alimentos e a mortalidade de câncer, mas também um aumento causado por patologia das artérias coronárias.

O consumo de legumes exerce um efeito protetor sobre risco de mortalidade por câncer, mas aumenta a de doença cardiovasculares, segundo um estudo publicado na revista Clinical Nutrition. Essas afeições representaram em 2018 8,2 e 17,5 milhões de mortes em todo o mundo, respectivamente.

Nos indivíduos com menor consumo de legumes, o risco de mortalidade por câncer é quase o dobro do que naqueles com um consumo maior. Os pesquisadores da Universidade Rovira i Virgili e o Centro de Pesquisa Biomédica em Rede da Fisiopatologia da Obesidade e Nutrição analisaram 1212 participantes com alto risco de doença cardiovascular depois de seis anos de seguimento.

O efeito protetor pode ser explicado graças ao alto conteúdo de polifenóis, entre os quais predominam ácidos fenólicos e flavonoides e que, graças a suas propriedades antioxidantes, reduzem os efeitos radiais livres no organismo.

Também são uma fonte de fibra, vitamina E e B, selênio e lignanos, todos componentes dietéticos de reconhecidos benefícios contra o câncer. Por outro lado, a pesquisa se comprovou que aqueles indivíduos que consumiam menor proporção de legumes, especificamente de feijão branco, tinham um risco menor de mortalidade.

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Saúde

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.