Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 27 de Dezembro de 2017 às 15:52

Famílias e amigos buscam ajuda para tratamento de amambaiense

A vendedora Maristela Schmidt, de 38 anos foi vítima de uma trombose cerebral.

Clique na Imagem para ampliá-la

A vendedora Maristela Schmidt. Com problema de saúde, ela precisa de apoio urgente da população de Amambai e região. (Fotos: Facebook)

Vilson Nascimento

Familiares e amigos de Maristela Schmidt, estão buscando ajuda financeira urgente e esperam contar com o apoio da comunidade de Amambai e região.

A vendedora de 38 anos, funcionária da loja KM Magazine, em Amambai, foi vítima de uma trombose cerebral e está internada em uma unidade de saúde na cidade de Dourados. Ela necessita manter o tratamento especializado, que tem valor bastante elevado.

São três as formas de ajudar a Maristela. Fazer a doação por meio desse site (CLIQUE AQUI), através de depósito direto do valor na conta de Marizete Schmidt, irmã de Maristela, que mora em Dourados e está acompanhando ela no tratamento ou com a aquisição de uma rifa de uma novilha doada pela direção da KM Magazine com a finalidade de angariar fundos em prol da vendedora.

Para adquirir o número da rifa, cujo valor é de R$ 10,00 a pessoa deverá procurar a KM Magazine, situada na Rua da República, próximo ao Supermercado Ki-Carne Master.

Em relação a doação em dinheiro, entre a opção de doar pelo www.vakinha.com.br e o depósito em conta direta, a opção preferencial seria o depósito em conta, tendo em vista que pelo site o valor doado leva 14 dias para ser liberado à pessoa beneficiada.

A conta para doação direta é a seguinte: Sicredi, agência 0903, Conta Corrente 44631-9, CPF 97377813172 em favor de Marizete Schmidt.

Maiores informações sobre a campanha em prol de Maristela Schmidt também poderão ser obtidas por meio do telefone (67) 3481-1701 ou diretamente na KM Magazine, em Amambai.

O quem é trombose cerebral?

A trombose cerebral é um tipo de AVC que acontece quando um coágulo de sangue entope uma das artérias do cérebro, podendo levar à morte ou gerar sequelas graves como dificuldades na fala, cegueira ou paralisia. Essas consequências podem ser evitadas em caso de tratamento correto.

Fonte: A Gazeta News

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Saúde

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.