Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 26 de Abril de 2017 às 03:02

Ação visa prevenir a Dengue hoje na Vila Limeira em Amambai

Segundo o último Boletim Epidemiológico, neste ano Amambai já registrou 140 notificações com 10 casos confirmados da doença.

Clique na Imagem para ampliá-la

Equipes atuando na prevenção à proliferação do Aedes Aegypti em Amambai. Mutirão com apoio do Exército Brasileiro acontece uma vez por mês e tem como alvo regiões com maior número de notificações. (Foto: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

Um mutirão envolvendo Controle de Vetores, secretarias municipais e militares do Exército Brasileiro lotados no 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado (17º RE Mec), vai desenvolver, nesta quarta-feira, dia 26 de abril, um mutirão de prevenção a Dengue na região da Vila Limeira, a vila  mais populosa da cidade, em Amambai.

O trabalho preventivo faz parte de uma pactuação entre a Prefeitura de Amambai e o Exército, por meio do comando do 17º RC Mec, que prevê a realização, uma vez por mês, uma ação de prevenção à proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, a Febre Chikungunya, o Zica Vírus e a Febre Amarela, no município.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde o trabalho, que conta, além dos miliares e dos agentes do Controle de Vetores, combate à endemia, com a participação de agentes comunitários de saúde e a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, é desenvolvido em setores que registraram o maior número de notificação durante o mês.

“Para desenvolver um monitoramento de incidência de casos notificados com maior eficiência dividimos a cidade em vários setores”, informou o coordenador do Controle de Vetores da Prefeitura de Amambai, Leonildo Acosta, o “Léo”.

Segundo a Coordenadoria Municipal de Endemias do município, o último boletim etimológico emitido pela Secretaria de Estado da Saúde de MS na quinta-feira, 20 de abril, indica que de janeiro para cá Amambai teve 140 notificações de casos de Dengue.

Desse montante 114 deram negativos e 10 deram positivos para a doença. Desses 10 casos positivos 9 foram confirmados por critério clinico epidemiológico, ou seja, por laboratórios particulares e apenas 1 pelo LACEN, o Laboratório Central de Mato Grosso do Sul.

Em relação a Febre Chikungunya, que janeiro para cá Amambai registrou duas notificações de casos suspeitos, mas os dois deram negativos para a doença em exames laboratoriais.

Fonte: A Gazeta News

Veja mais fotos:

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Saúde

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.