Gazeta de Amambaí


Sábado, 06 de Outubro de 2018 às 15:04

Novas espécies de insetos podem virar pragas agrícolas

"Eles se alimentam de plantas. No momento não são pragas, mas seu status poderia mudar”

Cientistas da Argentina descobriram duas novas espécies de insetos que até então eram desconhecidas da ciência e podem se tornar pragas agrícolas em um futuro próximo. Informações divulgadas pela Agência Cyta, do Instituto Leloir, a atenção deve ser redobrada por essas espécies são “parentes” de uma conhecida praga de flores e hortaliças, como espargos, alface e alho.

As duas novas espécies que foram detectadas em plantas cultivadas, daninhas e nativas da província de Mendoza, pertencem à ordem de Thysanoptera. Elas são minúsculos insetos que são popularmente conhecidos como tripes, têm um corpo magro e medem entre 1 e 2 milímetros.

De acordo com um dos autores da descoberta, o agrônomo Carlos Manuel de Borbon, pesquisador do Laboratório de Entomologia da Estação Agrícola Experimental Mendoza, vinculada ao Instituto Nacional de Tecnologia Aplicada da Argentina (INTA), as características desses insetos preocupam os especialistas. "Eles se alimentam de plantas. No momento não são pragas, mas seu status poderia mudar”, comenta.

Para identificar os insetos, os autores do estudo utilizaram lâminas microscópicas e estudaram as suas características de morfologia e a posição relativa de pelos em uma região da cabeça, o seu comprimento e a presença de áreas glandulares. O estudo foi realizado com financiamento do programa de bolsas e do Programa Nacional de Frutas do INTA, foi concluída a publicação da Agência Científica.

"Distinguir entre espécies de pragas que produzem prejuízos económicos, e espécies que até agora não têm mostrado prejudicial é crítica porque pode determinar se uma planta é uma fonte de infestação ou não”, conclui ele. 

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.