Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018 às 14:02

Programa permite crédito para quitação integral de dívidas

Será possível financiar até 100% da dívida com um prazo de quitação de 12 anos

A Diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o lançamento de um programa réditos para liquidação integral de dívidas de produtores rurais ou de cooperativas. O Programa BNDES Pro-CDD AGRO foi aprovado na quinta-feira (02.08) e os agentes financeiros já estão autorizados a receber as propostas.

De acordo com o Banco, a ideia é tentar solucionar o endividamento do setor agropecuário brasileiro. O BNDES afirmou também que a iniciativa partiu do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“A iniciativa contribui para equacionar o endividamento que existe no setor agropecuário do País. O novo programa, solicitado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, possui limite orçamentário de R$ 5 bilhões, a ser utilizado nos financiamentos contratados até 28 de junho de 2019”, diz o site do BNDS.

As ações que poderão ser financiadas pelo programa podem ser tanto de investimento quanto de custeio, desde que tenham sido pactuadas até 28 de dezembro de 2017. Além disso, se enquadram também dívidas contraídas junto a fornecedores de insumos agropecuários ou instituições financeiras, inclusive as que decorrem da Cédula de Produto Rural (CPR) e Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA).

Segundo o BNDES, o agricultor poderá financiar até 100% do valor da dívida, desde que esta não ultrapasse o limite de R$ 20 milhões, com um prazo de quitação de até 12 anos e 3 anos de carência. O custo final envolve a remuneração do BNDES, de 1,5% ao ano, e a dos agentes financeiros, limitado a até 3% ao ano, o que significa, aproximadamente, uma taxa extra de 1% ao mês.  

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.