Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 04 de Julho de 2018 às 06:02

Cientistas convertem restos de alimentos em energia limpa

O “digestor anaeróbico” decompõe a matéria orgânica em um ambiente livre de oxigênio

Cientistas da Universidade Nacional de Singapura (NUS) e da Universidade Jiao Tong de Xangai, na China, descobriram um método de converter resíduos alimentares em uma fonte de energia limpa. O sistema digestor é autossustentável pois a eletricidade e o calor gerado o energizam completamente em todos os seus processos.

De acordo com os cientistas responsáveis pela descoberta, Zhang Jingxin e Tong Yen Wah, existem muitos exemplos mundo a fora que justificam a existência e a aplicação desse tipo de tecnologia. Em Cingapura, por exemplo, eles afirmam que as sobras são responsáveis por cerca de 10% do total de resíduos gerados, enquanto a taxa de reciclagem é atualmente de cerca de 14%.

O chamado “digestor anaeróbico” funciona como um estômago bioquímico que decompõe a matéria orgânica em um ambiente livre de oxigênio. Ele utiliza microrganismos que não respiram oxigênio para decomporem a matéria química dos resíduos alimentares transformando-a em biogás, que vai ser o responsável por gerar calor e luz.

Todos os processos no sistema são controlados e monitorados para garantir um desempenho ideal e seguro. Os pesquisadores explicam que existem sensores que são programados para enviar avisos sobre o andamento do processo e alertar sobre a existência de qualquer problema de segurança em tempo real através de um aplicativo de celular.

O digestor anaeróbico também converte cerca de 80% do lixo alimentar introduzido no sistema em uma mistura rica em nutrientes, que pode ser processado para produzir fertilizantes líquidos capazes de serem introduzidos nas culturas agrícolas.  

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.