Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 03 de Julho de 2018 às 09:02

Novo satélite avança agricultura de precisão

O satélite terá duas câmeras capazes de capturar imagens de cerca de 2,5 milhões km² por dia

O satélite Ingenio, que será lançado pela Agência Espacial Europeia (ESA), oferecerá imagens de alta resolução que poderão representar avanços significativos na agricultura de precisão. Isso acontece porque o novo satélite permitirá que se trabalhe em parcelas menores e tem um curto tempo de revisitação, que é de cerca de dois dias.

De acordo com os desenvolvedores, o instrumento terá duas câmeras e será capaz de adquirir imagens da Terra em alta resolução, de cerca de 2,5 milhões de quilômetros quadrados por dia. Monica Lopez, cientista do Centro para o Desenvolvimento Tecnológico Industrial (CDTI), explicou que cada câmera possui uma resolução de 2,5 metros para o canal panchromatic e 10 metros para os canais multiespectrais, proporcionando uma largura de imagem de 55 km.

“Estas características significam que o satélite tem uma resolução melhor, você pode discriminar mais no terreno e trabalhar em parcelas menores". Um avanço para que a agricultura de precisão não atinja apenas grandes fazendas”, comenta.

Segundo Lopez, as imagens do Ingenio poderão auxiliar a agricultura na detecção de técnicas agrícolas mais adequadas para a área, o monitoramento de colheitas, além de ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias. “É de particular importância em estudos ambientais, vegetação e aplicações agrícolas porque o sistema vai fazer estudos multitemporais, é essencial para monitorar, por exemplo, a vegetação, que é o que interessa ao fazendeiro”, pontua.

O novo satélite faz parte do programa Copernicus, da ESA, assim como os já lançados, Global Earth Observation System of Systems (Geoss).  

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.