Gazeta de Amambaí


Segunda-Feira, 05 de Março de 2018 às 14:02

Campo Grande terá Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte

Essa será a segunda unidade nacional integrada de ensino

Capital terá Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte e cerimônia de inauguração será no dia 07 de março. O Estado foi escolhido para a construção do centro devido à vocação para a pecuária, referência para o mercado interno e externo.

Essa será a segunda unidade nacional integrada de ensino voltada para educação profissional. A primeira foi entregue em 2017, em Juazeiro, na Bahia. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural participarão da solenidade e todos os cursos serão gratuitos.

O presidente do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Mauricio Saito, declarou que o centro auxiliará o setor produtivo a suprir demanda de mão de obra especializada. “Mato Grosso do Sul é referência nacional em produção bovina e tem um elevado nível de tecnificação, precisando, portanto de profissionais qualificados. O centro vai ajudar nesta formação”. O Estado tem o quarto maior rebanho do País.

A unidade será destinada à pesquisa para o desenvolvimento da cadeia produtiva de bovinocultura de corte, que requer profissionais cada vez mais capacitados.

Pessoas de todos os estados que queiram investir numa carreira no setor vão poder estudar, gratuitamente, no Centro de Excelência em Campo Grande. A unidade de educação vai oferecer curso técnico em agropecuária com a especialização técnica em Bovinocultura de Corte, com carga horária total de 1.760 horas.

O especialista técnico em Bovinocultura de Corte será capaz de atuar em propriedades rurais, empresas de consultoria, agroindústrias, instituições de assistência técnica, extensão rural e pesquisa, comercialização de equipamentos e produtos agrícolas, cooperativas, associações rurais, entre outros.

A área do Centro é de aproximadamente 1.950 m² distribuídos em sete blocos e uma configuração modular, com laboratórios didáticos e de informática, área de convivência e outros departamentos, levando em consideração a acessibilidade para atender pessoas com necessidades especiais.

Fonte: Correio do Estado

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.