Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2017 às 08:07

Animais saudáveis não devem receber antibióticos

Uso indevido deveria parar imediatamente

A Organização Mundial da Saúde emitiu alerta para produtores rurais ontem (07.11) para pararem de usar antibióticos para promover o crescimento e evitar doenças em animais saudáveis porque a prática gera “perigosas resistência a remédios para infecções de insetos” em pessoa.

Descrevendo uma falta de antibióticos efetivos para humanos como “uma ameaça de segurança” a par com uma repentino e mortífero surto da doença, o diretor-general da OMS Adhanom Ghebreyesus disse que “uma ação forte e sustentada de todos os setores” é vital para vencer a maré de resistência e “manter o mundo seguro”.

A OMS “recomenda fortemente uma redução geral de todas as classes de antibióticos importantes medicinalmente em animais para produção de alimentos, incluindo restrições completas deste antibióticos para promoção de crescimento e prevenção de doenças sem diagnóstico”, diz o comunicado do braço das Nações Unidas.

Qualquer uso de antibiótico promovido pelo desenvolvimento e proliferação de superbactérias, infecções resistentes a múltiplas medicações que podem evadir as medicações projetadas para matar elas.

Segundo o comunicado da OMS, cerca de 80% do consumo total de antibióticos em alguns países está no setor animal. Em sua maioria, seriam usados em animais saudáveis para prevenir doenças e agilizar o seu crescimento. Essas aplicações deveriam ser completamente interrompidas. Para a agência, as medicações só podem ser usadas após o diagnóstico de algumas doenças e o uso do antibiótico deve ser prudente, com apenas utilização para a doença específica.

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.