Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 03 de Maio de 2017 às 18:12

Funrural: Sindicatos de MS participam de audiência pública em Brasíli

Lideranças reivindicaram apoio em relação ao Funrural

Presidentes de 40 sindicatos rurais de Mato Grosso do Sul participaram, nesta quarta-feira (03), de uma audiência pública, em Brasília/DF.

A audiência discutiu as consequências que a agropecuária poderá sofrer diante da recente decisão do STF – Supremo Tribunal Federal, que julgou o Funrural – Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural como constitucional.

A comitiva, formada por 65 dirigentes e representantes dos sindicatos rurais, teve a presença do presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito.

Para Mauricio Saito, a participação dos sindicatos e produtores rurais na audiência demonstra a união do setor. “Nossa comitiva mostra o interesse dos representantes em defender os direitos dos produtores rurais a respeito de um assunto tão importante como o Funrural. Hoje foi uma audiência pública relevante onde o setor manifestou preocupação com as últimas decisões a respeito do Fundo. Temos acompanhado permanentemente os desdobramentos desta pauta, tanto no Legislativo quando no Executivo, com a finalidade de alcançar a melhor resolução aos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. Fomos recepcionados pela FPA – Frente Parlamentar da Agropecuária, em especial pela deputada federal, Tereza Cristina Côrrea Dias e pelo senador, Waldemir Moka”.

Antes da audiência, os líderes do setor participaram de uma reunião com o senador e com a deputada federal. Ambos reforçaram o apoio ao agro. “Não faltará a força dos parlamentares de Mato Grosso do Sul para defender o setor”, concluiu Moka.

Já a deputada Sul-matogrossense reforçou: “Esta decisão vai na direção oposta do que o setor do agronegócio julgava ser o encaminhamento dessa matéria”, afirmou Tereza.

Destaque também para a senadora de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet, que em seu pronunciamento ressaltou a significativa presença dos sindicatos e produtores rurais e pontou a relevância do agro para o Estado. “Acreditamos que, na impossibilidade extinguir o Funrural, o produtor tenha, pelo menos, alternativa de optar pela forma de contribuição mais justa”.

Fonte: Famasul

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Rural

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.