Gazeta de Amambaí


Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018 às 13:00

Servidores municipais de Caarapó terão 3% de reajuste salarial

Clique na Imagem para ampliá-la

Reunião entre os poderes Executivo e Legislativo definiu índice de reajuste dos servidores municipais de Caarapó (Foto: Dilermano Alves)

A administração municipal de Caarapó definiu na última quinta-feira (5) o índice de reajuste salarial dos servidores públicos municipais. Toda a classe vai receber 3% de correção salarial, que será sedimentado em projeto de lei a ser enviado à Câmara de Vereadores nos próximos dias, com efeito retroativo a janeiro deste ano.

 

O índice de 3% foi definido em reunião com os vereadores na manhã de quinta-feira. No encontro, o prefeito Mário Valério (PR) argumentou que o seu desejo era dar um reajuste maior, inclusive atendendo reivindicação do Poder Legislativo. “Mas a realidade financeira não permite a concessão de um reajuste maior, pois isso poderia comprometer as nossas finanças, prejudicando as atividades de responsabilidade do Poder Público”, ponderou o dirigente.

 

O presidente da Câmara, André Nezzi (PDT), disse que o índice apresentado não representa o valor ideal que os vereadores gostariam de aprovar. “Entretanto, diante dos números que nos foram passados, temos que entender o atual momento que atravessa não só nosso município, mas o país de uma maneira geral. Os dois maiores municípios do estado não estão conseguindo pagar em dia sua folha e cogitam não dar reajuste algum. Portanto, temos que agir com responsabilidade para que os salários não atrasem, para que não haja demissões e os serviços essenciais não sejam prejudicados”, pontuou o presidente.

 

Programa de readaptação funcional

Na reunião com os vereadores realizada na última quinta-feira, o prefeito Mário Valério expôs a intenção da administração municipal em instituir o Programa de Readaptação Funcional no município. A ação, que será consolidada em ato do Poder Executivo municipal, terá por objetivo disciplinar as readaptações de servidores com base em critérios técnicos. Deverá ser criada uma equipe multidisciplinar de saúde ocupacional integrada por médico do trabalho, técnico de segurança do trabalho, técnico de enfermagem, psicólogo e assistente social.

 

“Essa equipe será responsável pela reavaliação de casos de readaptações já existentes no nosso quadro e também pela avaliação de novos casos. A ideia é corrigir possíveis distorções e evitar fraudes nas licenças médicas”, destacou o prefeito Mário Valério.

 

Além disso, de acordo com o prefeito, haverá um ganho social para os servidores. “Serão feitas visitas da equipe para acompanhamento dos servidores readaptados e também para os licenciados por questões de saúde. Assim, esse acompanhamento estreitará as relações entre a administração e o servidor afastado por problema de saúde, sendo levado até ele o aconselhamento psicológico, o atendimento social, o que sem dúvida servirá de conforto e contribuirá para o seu restabelecimento”, disse o prefeito de Caarapó.

 

A área jurídica da prefeitura já está trabalhando na minuta do decreto que regulamentará o programa de readaptação. A expectativa é que o ato seja publicado nos próximos dias, incluindo a portaria com a nomeação da equipe multidisciplinar.

Fonte: Assessoria Prefeitura de Caarapó

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Região

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.