Gazeta de Amambaí


Segunda-Feira, 08 de Outubro de 2018 às 09:38

PSDB e PSL lideram bancada federal, que tem 50% de renovação

A bancada federal de Mato Grosso do Sul terá 50% e novos integrantes a partir de 2019, já que das oito vagas para o Estado, apenas quatro parlamentares conseguiram reeleição. O cenário político ainda mostra o PSDB e PSL com mais integrantes, no entanto uma maior fragmentação, tendo seis partidos representados na Câmara Federal.

Foram reeleitos os deputados Fábio Trad (PSD), Tereza Cristina (DEM), Vander Loubet (PT) e Dagoberto Nogueira (PDT). Os novatos em Brasília serão Rose Modesto (PSDB), Beto Pereira (PSDB), Loester Carlos Gomes (PSL) e Luiz Ovando (PSL). Os dois primeiros já estavam na política, sendo respectivamente vice-governadora e deputado estadual.

Dos oito atuais deputados federal, dois não conseguiram se reeleger: Geraldo Resende (PSDB) e Elizeu Dionízio (PSDB). Já Luiz Henrique Mandetta (DEM) desistiu da campanha e Zeca do PT tentou o cargo de senador, no entanto também não foi eleito.

Mato Grosso do Sul terá como maiores bancadas o PSDB e PSL com dois representantes cada, tendo os tucanos Rose Modesto e Beto Pereira. Já o partido de Jair Bolsonaro (PSL) vai dispor de Loester Carlos Gomes e Luiz Ovando.

Depois aparece uma fragmentação de partidos com um representante: Fábio Trad do PSD, Dagoberto Nogueira representando o PDT, Vander Loubet do PT e Tereza Cristina do DEM. Na atual configuração, as bancadas maiores são do PSDB, DEM e PT, também com dois integrantes.

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Política

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.