Gazeta de Amambaí


Domingo, 15 de Janeiro de 2012 às 22:01

Traficantes planejam assassinato de jornalista paraguaio

Clique na Imagem para ampliá-la

O jornalista Cândido Figueredo sofre novas ameaças de traficantes em PJC. (Foto: Léo Veras)

Investigadores da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul interceptaram uma chamada telefônica de traficantes que estariam planejando o assassinato do jornalista paraguaio Cândido Figueredo, correspondente do diário ABC Color em Pedro Juan Caballero (Paraguai). Na manhã de sexta-feira (13) agentes do serviço de inteligência da polícia brasileira confirmaram que existe uma gravação onde constaria a ameaça, segundo o jornalista.

Cândido Figueredo disse que as autoridades brasileiras o contataram para informar a intercepção de uma chamada na qual pessoas ainda não identificadas falavam em “acabar com a vida” do jornalista. Figueredo não soube dizer de quem ou de onde provêm as ameaças e explicou que o serviço de inteligência está investigando para tentar descobrir a origem e autoria do que foi verificado na chamada interceptada.

O mais provável, de acordo com as últimas publicações feitas pelo correspondente, é que a ameaça tenha alguma relação com as pessoas afetadas (narcotraficantes) pela destruição de duas pistas clandestinas em uma fazenda do município de Capitán Bado. Cândido Figueredo. Esta não é a primeira vez que o jornalista do ABC Color põe em risco sua vida realizando matérias onde atuam traficantes em uma ‘fronteira sem lei’.

O jornalista já não tem uma vida social e há vários anos segue recebendo ameaças por suas reportagens, que segundo ele, “incomodam os traficantes desta região de fronteira”. As chamadas telefônicas a respeito do suposto plano de assassinato do jornalista estão sendo investigadas pela Polícia Civil, informou o correspondente.

Fonte: Mercosulnews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.