Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 29 de Janeiro de 2019 às 21:03

Homem é encontrado morto em lavoura, em Aral Moreira

Robison Silveira Balbino respondia a cinco processos entre crimes como furto, apropriação indébita e receptação

Policial ao lado do corpo da vítima, na manhã de ontem (28). (Foto: Porã News)Policial ao lado do corpo da vítima, na manhã de ontem (28). (Foto: Porã News)

Foi identificado como Robison Silveira Balbino, de 29 anos, o homem morto a tiros, cujo o corpo foi encontrado nesta segunda-feira (28) em uma lavoura de soja ao lado da Linha Internacional, estrada de terra que divide o Paraguai de Mato Grosso do Sul.

Robison, também conhecido como “tóia” era natural de Dourados, onde trabalhou como lavador de carros, mas há suspeitas de que ele também tivesse ligações com grupos de criminosos de Capitan Bado, no Paraguai. 

A reportagem ainda apurou que o rapaz tinha extensa ficha criminal e respondia a cinco processos em Dourados, por crimes como furto, apropriação indébita e receptação. Em 2014 chegou a ser preso depois de furtar a motocicleta do primo e em seguida invadir uma casa e levar R$ 50.

Segundo a polícia Robison foi morto pelo menos 10 tiros. Os suspeitos do crime ainda não foram localizados.

Ficha criminal da vítima em uma das ocasiões em que foi preso. (Foto: Direto das Ruas) Ficha criminal da vítima em uma das ocasiões em que foi preso. (Foto: Direto das Ruas)

Crime - O corpo de Robison foi encontrado perto da Colônia Cerro Quatiá, que fica entre as cidades de Aral Moreira e Coronel Sapucaia, mas no Paraguai.

Ele foi atingido por pelo menos 8 tiros de calibre 9mm e dois tiros de 12. Moradores da região teriam ouvido na noite anterior o som de uma troca de tiros.

Na mesma estrada, mas a alguns quilômetros desse local, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (28) o comerciante brasileiro Jorge Donizete da Silva, dono de uma olaria no distrito de Vila Marques, a 10 km de Aral Moreira.

Ele foi assassinado dentro de uma picape Fiat Strada e a polícia suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte). A picape estava parada na estrada de terra.

 

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.