Gazeta de Amambaí


Quinta-Feira, 05 de Julho de 2018 às 20:37

Ameaça de resgate de preso movimentou a polícia em Sapucaia

Via WhatsApp, indivíduos teriam ameaçado resgatar indivíduo preso horas antes com maconha e haxixe em caminhonete roubada.

Clique na Imagem para ampliá-la

Nas fotos a Delegacia de Polícia Civil de Coronel Sapucaia e a maconha e a caminhonete com a droga apreendida na ação que resultou na prisão de José Danizio, o “Ceará”. (Fotos: 3ª CIPM e A Gazetanews)

Vilson Nascimento

A ameaça de resgatar da delegacia local de um indivíduo preso horas antes com 628 quilos de maconha e 402 granas de haxixe em esfera, movimentou a Polícia Civil, na noite dessa quarta-feira, 4 de julho, em Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai.

José Danuzio Alves, o “Ceará”, de 40 anos, foi preso pela Polícia Militar no período da tarde dessa quarta-feira, quando trafegava em uma caminhonete S-10 de cor preta, com queixa de roubo no estado de Santa Catariana.

Na ocasião Ceará estaria do lado do carona da caminhonete. Ao se deparar com uma barreira policial na Rodovia MS-165, trecho de terra que liga Coronel Sapucaia a Aral Moreira, ele e o motorista teriam abandonado a caminhonete com a droga e se refugiado em uma plantação de eucalipto.

A polícia realizou um cerco no local. O motorista, que Ceará diz não conhecer, conseguiu fugir, já José Danizio acabou localizado e preso.

Na ocasião, segundo relatou a PM na ocorrência policial, Ceará teria relatado que havia pegado a caminhonete com a droga em Aral Moreira e receberia R$ 1 mil para trazer até Coronel Sapucaia.

A ameaça

Segundo o delegado adjunto da Delegacia Regional de Ponta Porã, Dr. Mikaill Alessandro Gouveia Faria, que comanda as investigações do caso, após José Danizio ter sido entregue na Delegacia de Polícia Civil de Coronel Sapucaia para ser autuado em flagrante por tráfico de drogas, um policial recebeu uma mensagem via aplicativo WhatsApp de um suposto comparsa de Ceará dizendo que iriam resgatá-lo da delegacia da cidade da fronteira.

Diante da situação, a Polícia Civil reforçou a segurança no decorrer na noite em Coronel Sapucaia, ação essa coordenada pelo próprio delegado Dr. Mikaill, que passou a noite na delegacia com a equipe de investigadores.

Na manhã dessa quinta-feira, 5 de julho, como segundo a polícia é de praxe em relação a todas as pessoas presas em flagrante em Coronel Sapucaia, Ceará, que havia sido autuado em flagrante por tráfico de drogas, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor, foi trazido para Amambai, sede da Comarca, para ser submetido a audiência de custódia junto ao Poder Judiciário local.

Segundo a Polícia Civil, durante a audiência de custódia na tarde dessa quinta-feira, em Amambai, o juiz converteu o flagrante em prisão preventiva e José Danizio foi encaminhado para a PAM (Penitenciária de Amambai), onde permanece recolhido à disposição da Justiça.

De acordo com o delegado encarregado pelo caso, Dr. Mikaill Faria, as suspeitas são que Ceará, que estaria residindo a cerca de dois anos na região após ter vindo do estado do Ceará, e inclusive tem estabelecimento comercial em Capitan Bado, no Paraguai, seja o responsável por abastecer as chamadas “mulas do tráfico”, ou seja, pessoas que vem de vários estados brasileiros para buscar maconha na região de fronteira entre Brasil e Paraguai.

Fonte: A Gazeta News

Veja mais fotos:

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.