Gazeta de Amambaí


Segunda-Feira, 02 de Julho de 2018 às 19:11

Morte de mulher que caiu em taça é investigada como acidente

Segundo o delegado responsável pelo caso, pessoas envolvidas prestarão depoimento e laudos serão analisados.

Clique na Imagem para ampliá-la

Vítima não resistiu aos ferimentos em Itatiba (Foto: Reprodução Facebook)

A Polícia Civil investiga como acidente o caso da mulher, de 30 anos, que morreu após sofrer uma queda e cortar o pescoço com estilhaços de uma taça de vidro, no bairro Recanto, em Itatiba (SP), enquanto assistia ao jogo do Brasil contra a Sérvia, pela Copa do Mundo da Rússia, na última quarta-feira (27).

De acordo com o delegado Tiago Vieira Oliveira, do 1º Distrito Policial, todas as pessoas que presenciaram a cena serão ouvidas nos próximos dias para ajudarem a esclarecer o que levou à morte de Tamara Maiochi.

"Tudo indica que foi uma fatalidade, mas vamos aguardar os laudos, os depoimentos e ver o que todos têm para falar", diz o delegado.

Segundo a investigação, os laudos do Instituto Médico-Legal (IML), toxicológico e do local devem ficar prontos em até 20 dias.

'Ninguém imaginava isso'

Ao G1, um colega de trabalho de Tamara, Diego Silva, que estava com a jovem no momento do acidente, contou que ela se desequilibrou ao levantar de uma cadeira e sofreu o grave ferimento.

O rapaz disse que os amigos tentaram conter o sangramento enquanto acionaram o resgate, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

"Foi banal. Ninguém imaginava isso, que poderia acontecer com alguém no lugar mais seguro possível: sentada e vendo um jogo. Ela conseguiu levantar, mas foi tudo muito rápido", conta Diego.

Segundo pai de Tamara, o comerciante João Maiochi Júnior, a filha era divertida, carinhosa e estava muito feliz. "Ia muito bem na carreira, uma pessoa responsável, nunca deu trabalho. Era uma filha muito carinhosa. Estamos muito tristes", lamentou.

O caso foi registrado na delegacia da cidade como morte suspeita. O corpo de Tamara foi enterrado em Conchal (SP).

 
Tamara Maiochi tinha 30 anos e trabalhava como contadora em Itatiba (Foto: Reprodução Facebook)Tamara Maiochi tinha 30 anos e trabalhava como contadora em Itatiba (Foto: Reprodução Facebook)Tamara Maiochi tinha 30 anos e trabalhava como contadora em Itatiba (Foto: Reprodução Facebook)

 

Fonte: G 1

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.