Gazeta de Amambaí


Sábado, 24 de Fevereiro de 2018 às 12:01

Homem é assassinado a facadas pelo cunhado em Caarapó

Mulher da vítima, que também é irmã do suspeito, presenciou o crime.

Facas encontradas no local do crime. Uma foi usada no homicídio e a outra estava com a vítima (Foto: divulgação)Facas encontradas no local do crime. Uma foi usada no homicídio e a outra estava com a vítima (Foto: divulgação)

O indígena Silisberto Vilhalva, 36 anos, foi assassinado a facadas durante a noite de sexta-feira (23) na aldeia Tey Kuê em Caarapó, a 283 quilômetros de Campo Grande. Segundo informações do boletim de ocorrência, o responsável pelo crime é o cunhado da vítima, Djacir Chamorro Nunes, 22 anos.

Testemunhas acionaram os capitães do vilarejo. Quando eles chegaram ao local, viram o suspeito ao lado do corpo. Ele imediatamente jogou a lâmina no chão e se ajoelhou implorando por desculpas. Como tinha alguns ferimentos, foi levado a uma unidade de saúde antes de ser encaminhado para a delegacia.

Corpo de Bombeiros, Força Nacional e a Polícia Civil foram acionados. A irmã de Djacir e companheira de Silisberto, identificada no registro apenas como Aranice, disse que deixou a vítima deitada em uma rede e entrou em casa para fazer comida.

Dez minutos depois ela saiu e presenciou o momento em que o suspeito segurava a cabeça do indígena e dava golpes de faca a sangue frio. Ela saiu correndo em busca de ajuda.

Silisberto é o terceiro marido dela, o segundo que morre assassinado. Ele já tinha passagens por tráfico de drogas, furto e outros delitos. Junto ao corpo foi encontrada uma faca e pequena porção de maconha.

 

Até o fechamento da ocorrência, Djacir estava no hospital e ainda não havia prestado depoimento para esclarecer as circunstâncias do homicídio.

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Polícia

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.