Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019 às 19:53

Dólar fecha em alta nesta sexta-feira e vai a R$ 3,73

O dólar fechou em alta nesta sexta-feira (8), com os investidores aguardando avanços na reforma da Previdência e seguindo a cautela do exterior diante de temores sobre a desaceleração no crescimento econômico global e pouca perspectiva de resolução na guerra comercial entre Estados Unidos e China.

A moeda norte-americana subiu 0,57%, vendida a R$ 3,7324. Na semana, acumulou alta de 1,95%, mas no ano ainda cai 3,66%. Veja mais cotações. Segundo a Reuters, os investidores voltaram ao compasso de espera no que diz respeito à reforma da Previdência, baseados na percepção de que só haverá uma definição quando o presidente Jair Bolsonaro retornar a Brasília.

Nesta sexta-feira, Bolsonaro retirou o dreno colocado no seu abdômen há quatro dias e a sonda nasogástrica, segundo o boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein. Ele segue tomando antibióticos para combater uma pneumonia bacteriana. "Não há nenhuma grande novidade, o que tem é um certo desconforto com relação à saúde de Bolsonaro que pode atrasar a composição política pra fazer a reforma", afirmou à Reuters o estrategista de renda fixa da Coinvalores Corretora, Paulo Celso Nepumoceno.

"Precisamos de um apoio para a reforma acontecer e com uma demora um pouco maior, com ele (Bolsonaro) mais afastado da linha de frente, pode atrasar um pouco a coalizão que o governo precisa formar", avaliou.

Exterior

No exterior, o mercado repercutiu a declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de quinta-feira, de que não pretende se reunir com o líder chinês, Xi Jinping, antes do prazo de 1º de março determinado pelos dois países para chegar a um acordo comercial. A fala de Trump dissipou esperanças de que as duas maiores economias do mundo estavam tendo progresso nas negociações para encerrar a guerra comercial.

Também na quinta-feira, dados mostraram uma queda na produção industrial da Alemanha em dezembro, o quarto recuo consecutivo, o que reforçou temores de investidores de que a economia mais forte da Europa pode estar rumando para uma recessão. Já a Comissão Europeia reduziu suas estimativas para o crescimento econômico da zona do euro neste e no próximo ano, provocando preocupações de que a desaceleração global está se espalhando para a Europa.

Atuação do BC

O BC brasileiro vendeu nesta sessão 10,33 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Assim rolou 3,099 bilhões de dólares do total de 9,811 bilhões que vencem em março.

Fonte: Fiems

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Nacional

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.