Gazeta de Amambaí


Domingo, 08 de Abril de 2018 às 13:02

Importação de gás da Bolívia cresce 74%

Valor correspondente à compra do insumo somou US$ 313,9 milhões no primeiro trimestre

Minério sendo escoado na hidrovia do rio Paraguai (Foto: Arquivo)Minério sendo escoado na hidrovia do rio Paraguai (Foto: Arquivo)

Depois de quatro anos com quedas seguidas, as importações de gás natural da Bolívia por Mato Grosso do Sul voltam a crescer. De acordo com o Mdic (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), o valor correspondente à compra do insumo somou US$ 313,9 milhões nos três primeiros meses de 2018, incremento de 74% na comparação com o montante de igual período do ano passado.

Apesar do avanço, os valores dos últimos anos são significativamente inferiores aos contabilizados até 2014. Desde essa época, com a intensificação do esfriamento da economia nacional e menor consumo do gás, a entrada do produto por Mato Grosso do Sul tem caído.

Conforme o histórico da pesquisa do MDIC, os valores relativos à importação do insumo totalizaram US$ 935,34 milhões no primeiro trimestre de 2014. Em igual período dos anos posteriores, os montantes foram caindo: US$ 681,82 milhões em 2015; US$ 387,9 milhões, em 2016; US$ 179,62 milhões em 2017; e, agora, US$ 313,9 milhões.

A queda na compra do gás impactou fortemente o resultado geral das importações feitas por Mato Grosso do Sul. No acumulado dos três primeiros meses deste ano o montante foi de US$ 608,71 milhões. Em relação ao ano passado, com US$ 512 milhões (mesmo período), a alta é de 18%.

Esses valores são muito menores que os registrados quando o consumo de gás natural estava aquecido. Em 2013, o montante referente às importações foi de US$ 1,54 milhão. No ano seguinte, somou US$ 1,31 milhão e, em 2015, US$ 1,06 milhão.

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Internacional

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.