Gazeta de Amambaí


Sábado, 24 de Março de 2018 às 07:05

Acordo entre Brasil e Paraguai que aumentará exportação para a Ásia

Vista aérea de Porto Murtinho

Agência Senado

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quinta-feira (22) o acordo firmado entre os governos do Brasil e do Paraguai para a construção de uma ponte entre os municípios de Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta, no departamento de Alto Paraguay. A ponte passará sobre o Rio Paraguai e deverá ser custeada em partes iguais pelos governos das duas nações (PDS 17/2018). A análise segue ao Plenário do Senado.

O senador Pedro Chaves (PRB-MS) — relator da matéria — ressaltou que a construção da ponte é uma reivindicação antiga dos setores produtivos ligados ao agronegócio, e sua efetivação trará um impacto significativo no escoamento da produção voltada aos mercados asiáticos, especialmente para a China, por meio do chamado corredor biocênico, que passará também pelo Chile.

— Com a construção dessa ponte e a criação desse corredor, vamos nos tornar muito mais competitivos. Esse projeto vai ao encontro dos interesses de Mato Grosso do Sul — disse Pedro Chaves, salientando que a nova ligação com o Paraguai e, por conseguinte, com o Chile, significará a possibilidade de escoar a produção de commodities diretamente pelo Oceano Pacífico.

Para o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), os benefícios econômicos são evidentes.

— É um grande negócio para nosso país. Ao custo da metade do preço de uma ponte sobre o Rio Paraguai, economizaremos 10 mil milhas marítimas para alcançarmos o [Oceano] Pacífico. O impacto de competitividade no preço de nossos produtos será enorme — afirmou Moka.

Fonte: Assomasul

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Internacional

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.