Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018 às 13:02

Argentina já compra soja paraguaia para farelo

As indústrias esmagadoras argentinas estão comprando soja paraguaia, que colhida mais cedo, para manter o fornecimento de farelo para exportação nos volumes tradicionais. Na visão da Consultoria Trigo & Farinhas, isso “não é um bom sinal, porque o mercado internacional estava estribado na falta de fornecimento argentino ao mercado internacional”.

O analista Luiz Fernando Pacheco explica que as altas do farelo nas últimas semanas melhoraram as margens da indústria, o que proporcionou oferecer preços melhores aos fornecedores paraguaios, cuja colheita recém iniciou. “Isto já fez arrefecer um pouco o ímpeto de alta nas cotações do farelo em Chicago e poderá arrefecer também as cotações do grão que, por sua vez, estavam estribadas sobre as altas do farelo”, diz ele.

“Por outro lado, produtores americanos (60% vendidos, contra 76% no ano passado) e brasileiros aproveitaram as altas para vender bons volumes, fazendo as bases internas recuarem nos EUA (2 cents/bushel) e no Brasil (R$ 0,50/sc) de ontem para hoje, o que também freia a alta. Por isso continuamos a recomendar vendas parceladas, à medida que o mercado apresenta as oportunidades”, conclui.

CLIMA NA ARGENTINA

De acordo com a AgResource, nenhuma grande mudança foi observada nos mapas climáticos atualizados: “O período de estiagem expressiva sobre a Argentina e o Sul do Brasil continua previsto para os próximos 5 dias. O cenário para a Argentina continua bem preocupante e o estresse hídrico tem se intensificado ao longo de todo o país. Uma mudança drástica nas previsões meteorológicas seria necessária para reverter parte das perdas já contabilizadas na produtividade. No entanto, não há nenhum sinal desta possível variação dos mapas”. 

Fonte: Agrolink

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Internacional

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.