Gazeta de Amambaí

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Terça-Feira, 04 de Janeiro de 2011 às 19:22

Recanto dos Caytés, uma das opções de turismo em MS

Clube localizado no município vizinho de Amambai, ótimo para levar a família ou ir com os amigos para passar o dia.

Clique na Imagem para ampliá-la

Clube localizado no município vizinho de Amambai, ótimo para levar a família ou ir com os amigos para passar o dia. (foto: A Gazeta)

Bem que você queria ir à praia nessas férias, porém o décimo terceiro foi utilizado para alguma urgência ou para pagar as contas e começar o novo ano com o pé direito e não sobrou nada para gastar no litoral? Pois saiba que em Mato Grosso do Sul existem muitos destinos para agradar todos os gostos e bolsos.

Pesquisamos alguns lugares, valores e distâncias para você planejar sua viagem de acordo com as suas possibilidades, confira:

- Recanto dos Caytés: clube localizado no município vizinho de Amambai, ótimo para levar a família ou ir com os amigos para passar o dia. Possui piscinas, pesque-pague, trilhas e paisagens bonitas. Com almoço, a estadia custa R$ 23, mas o clube possui um espaço para acampamentos e retiro, aí vale combinar valores e o que levar para comer e acampar.

- Salto do Pirapó: o local, próximo a Juti, abriga uma parte do Rio Amambai. Se você gosta de se aventurar na água, existem algumas quedas d’água no meio da paisagem, porém se gosta apenas de se refrescar dá para ficar à beira do rio. O custo é zero, mas prepare-se: tem que levar cadeira, guarda sol, churrasqueira ou o churrasquinho já pronto e chegar cedo para conseguir um lugar ao lado do rio.

- Jardim: a 60 km de Bonito e, portanto a pouco mais de 200 km de Dourados, Jardim é uma das cidades que compõem a região da Serra da Bodoquena, marcante por suas paisagens propícias ao ecoturismo. Nesse município, é possível fazer um passeio com caminhada e flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata. Na alta temporada, a visita com almoço incluso custa R$ 140. Para quem quer outra opção com menos custo, vale visitar o Balneário Municipal de Jardim, R$ 5 ou ainda o Buraco das Araras, com o custo de R$ 25.

- Bodoquena: neste município, a 339 km de Dourados, é possível fazer uma caminhada em trilha, conhecendo paisagens de mata preservada e muitas cachoeiras. O passeio Boca da Onça Ecotur mostra muitas cachoeiras e paisagens verdes, entre elas a cachoeira Boca da Onça, a maior de Mato Grosso do Sul, com 156 metros de altura. Ainda há piscina e almoço feito no fogão à lenha. O passeio, incluindo o almoço, custa R$ 122 (adulto) e R$ 50 (criança).

- Bonito: a 257 km de Dourados e um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil, o município também compõe a região da Serra da Bodoquena e possui paisagens inesquecíveis. Apreciada e sempre lembrada, para poder curtir tudo o que a cidade de Bonito oferece, é preciso investir um pouco mais. Passeios como no Rio Sucuri e na Estância Mimosa não custam menos que R$ 80. Já o Balneário Municipal, Balneário do Sol e Praia da Figueira são boas opções que custam a partir de R$ 15 na alta temporada.

- Rio Verde de Mato Grosso do Sul: Rio Verde de Mato Grosso, a 424 km de Dourados, possui dois terços da zona serrana e um terço do baixo Pantanal. Também é uma das mais importantes áreas de turismo de MS com diversos recursos naturais a serem apreciados, entre eles a Cachoeira das Sete Quedas.

- Corumbá: um pouco mais distante que os destinos acima, Corumbá está a mais de 600 km de Dourados e ao lado da Bolívia. É um dos destinos preferidos dos amantes da pescaria esportiva e considerada a Capital do Pantanal sul-mato-grossense, por abrigar 60% de toda a paisagem pantaneira. Entre os passeios estão o Ecoparque Cacimba da Saúde, o Parque Marina Gataas e o Parque Zumbi dos Palmares, que abriga o Aquário Municipal, além de muitas praças e monumentos históricos.

- Três Lagoas: o trajeto mais curto de Dourados a Três Lagoas é de 428 km. O município, que é um dos maiores do Estado, atrai interessados em pesca esportiva e turistas que buscam águas, pois por ele passam o Rio Paraná e o Rio Sucuriú, além de Jupiá, ideal para pescaria. A poucos quilômetros do município existem lugares com águas termais. Também há dezenas de opções de restaurantes, bares e choperias. Vale conhecer a Pousada do Tucunaré, à beira do Rio Piquiri, que tem opções de lazer com pesca, bar molhado, tobogã e piscinas. A diária, que inclui o apartamento, café da manhã, almoço e jantar custa R$ 200.

- Trem do Pantanal: para um lazer diferente, a dica é uma viagem a bordo do Trem do Pantanal, que passa por Campo Grande, Aquidauana e Miranda. São 220 km ou aproximadamente 7 horas de viagem percorrendo diversos pontos históricos desses lugares.

Essas são algumas das opções de turismo no Estado, que fica no coração do Brasil e foi premiado pela natureza com uma paisagem deslumbrante, que vale a pena conhecer.

Fonte: Redação/GDNews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Estado

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.