Gazeta de Amambaí


Quinta-Feira, 02 de Novembro de 2017 às 08:27

Grêmio leva susto, mas está na final da Libertadores

Tricolor leva 1 a 0 do Barcelona-EQU, na Arena, mas se classifica por ter vencido o confronto de ida por 3 a 0. Time gaúcho enfrentará o Lanús na final da competição

O Grêmio está numa final de Libertadores após 10 anos sem disputar a decisão. Nesta quarta-feira, o Tricolor perdeu pelo placar de 1 a 0, na Arena, mas garantiu a classificação para a final. Como o time gaúcho havia ganho a primeira partida pelo de 3 a 0, em Guaiaquil, no agregado dos resultados o placar ficou 3 a 1 para o Grêmio.

A torcida gremista lotou a Arena com mais de 54 mil torcedores presentes e bateu recorde de público total. O Tricolor Gaúcho é o único brasileiro que disputou finais de Libertadores em quatro décadas diferentes (1983, 1984, 1995, 2007 e 2017).

O Grêmio ganhou um desfalque de um última hora. O centroavante Lucas Barrios sentiu um desconforto muscular e ficou de fora do jogo. O técnico Renato Portaluppi optou pelo jogador Cícero para atuar na posição, sem alterar a formação da equipe. No meio de campo, o volante Jaílson seguiu no time e Michel iniciou o duelo no banco de reservas.

O Barcelona-EQU teve o retorno do atacante artilheiro Jonatan Álvez. O zagueiro Dario Aimar foi ausência. O brasileiro Gabriel Marques foi desfalque pois recebeu suspensão de três jogos após ter agredido jogador santista nas quartas-de-final da competição.

Primeiro tempo

A partida começou com o Grêmio fechando espaços e esperando o Barcelona-EQU. Fator que forçou o time visitante a apostar em lançamentos sem perigo à meta gremista.

A primeira conclusão perigosa foi do Grêmio. Aos 15 minutos, Cícero recebeu lançamento e fez o pivô para o volante Arthur chegar finalizando na entrada da área. A bola passou rente à trave direita de defesa do goleiro Banguera.

Cinco minutos depois, em contra-ataque, Ramiro inverteu da direita para esquerda e Fernandinho cruzou para a área. Cícero não domina, a zaga afasta mal para a meia-lua da grande área e Luan chutou à meia altura na esquerda, mas o goleiro Banguera espalmou para escanteio.

Aos 21 minutos, após cobrança de escanteio de Díaz, a bola sobra para o artilheiro Jonatan Álvez, que ajeitou o corpo, contudo a redonda explodiu no corpo de Jaílson e saiu da área.

O Barcelona-EQU abriu o placar aos 32 minutos. Em ataque pela esquerda, Marcos Caicedo fez bela jogada passando por três marcadores e cruzou. A bola bateu no zagueiro Walter Kannemann e foi para o centro da área, onde estava Jonatan Álvez e pegou o rebote mandou para o fundo das redes. Assim, em todos os jogos que o time equatoriano disputou contra brasileiros nesta Libertadores, o atacante Álvez deixou o dele.

Aos 35 minutos, Fernandinho foi acionado na esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou para área. O meia Cícero, totalmente livre, cabeceou mal para fora, desperdiçando a oportunidade de empatar a partida.

Segundo tempo

As duas equipes retornaram do vestiário ao gramado sem alterações. O Grêmio iniciou pressionando o Barcelona-EQU e retendo a bola mais no ataque. Com isso, o time visitante apostava nos contra-ataques rápidos.

Aos 10 minutos, em ataque pelo meio, Esterilla dominou na meia-lua da grande área e girou o corpo em cima da marcação concluindo de perna esquerda. A bola explodiu no pé da trave esquerda defendida pelo goleiro Marcelo Grohe e saiu pela lateral.

Após uma sequência de passes errados de ambos os times e um bate-rebate, aos 18 minutos, a redonda respingou para Luan. O camisa 7 invadiu a área pela direita e chutou cruzado no gol, a bola passou pelo goleiro Banguera, mas ninguém apareceu para empurrar para o fundo das redes.

Aos 22 minutos, o volante Arthur conseguiu fazer um belo lançamento para Cícero, que recebeu livre na direita de ataque. O jogador carregou a bola até ficar cara-a-cara com o goleiro Banguera, contudo o chute saiu fraco e o arqueiro adversário defendeu com tranquilidade.

O Grêmio pressionava bastante, mas a bola não estava entrando. Aos 27 minutos, o volante Arthur colocou Luan na entrada da área. O camisa 7 tentou bater colocado, mas pegou mal na bola que saiu pela linha de fundo, sem perigo. Um minuto depois, Luan para Edílson, que saiu por trás da marcação, invadindo a área, foi até linha do fundo e cruzou para Ramiro, mas o jogador gurou na bola e Arreaga mandou pela linha de fundo.

Aos 32 minutos, em ataque pela esquerda, Bruno Cortez foi até a linha de fundo e cruzou para a área. O centroavante Jael pulou desequilibrado e cabeceou no canto direito. A bola beijou o pé da trave e saiu pela linha de fundo.

Com o resultado, Grêmio e Lanús vão decidir o título da Libertadores da América. O primeiro jogo da final será dia 22 de novembro, às 21h45 (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS). A segunda partida está marcada para o dia 29 de novembro, no estádio La Fortaleza, em Buenos Aires, na Argentina.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 X 1 BARCELONA-EQU

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data: 1º de novembro de 2017, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Assistentes: Carlos Astroza (CHI) e Christian Schiemann (CHI)

Cartões amarelos: Grêmio: Edílson, Walter Kannemann. Barcelona-EQU: Esterilla, Arreaga, Oyola, Velasco

Público: 54.128 (51.065 pagantes)

Renda: R$ 3.370.918,00

Gol: Barcelona-EQU: Jonatan Álvez, aos 32 minutos do primeiro tempo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Bruno Cortez; Arthur, Jailson, Ramiro (Michel), Luan e Fernandinho (Everton); Cícero (Jael).

Técnico: Renato Portaluppi

BARCELONA-EQU: Banguera; Pedro Velasco, Xavier Arreaga, Jefferson Mena e Beder Caicedo; Osvaldo Minda, Oyola, Ely Esterilla (José Ayovi) e Marcos Caicedo (Ercik Castillo); Damián Díaz (Ariel)e Jonatan Álvez.

Técnico: Guillermo Almada

Fonte: Terra

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Esporte

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.