Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 às 04:03

Início do ano letivo está mantido para 6 de fevereiro em MS

A governadora em exercício, Rose Modesto, afirmou na segunda-feira (15) que todos os esforços estão sendo empreendidos para que o início do ano letivo na rede pública estadual não sofra alterações, por conta da situação de emergência decretada em 16 municípios de Mato Grosso do Sul.

Conforme o calendário já divulgado pela Secretaria de Estado de Educação (SED), o ano letivo tem início dia 6 de fevereiro, quando os professores se apresentam em suas respectivas escolas para se prepararem para o período das aulas, que começa no dia 15 do mesmo mês.

De acordo com Rose, as cidades afetadas estão recebendo aporte financeiro e todo apoio estrutural para que não haja prejuízo aos estudantes.

“O Governo do Estado está arcando com o óleo diesel, repasse emergencial em dinheiro e mais maquinário da Agesul, tudo isso para evitar qualquer tipo de prejuízo principalmente para o início do ano letivo e escoamento da nossa safra, que inicia em fevereiro”, declarou.

No entanto, segundo a governadora em exercício, se houver alguma mudança nos próximos dias, e essa data precisar ser alterada, o assunto será discutido amplamente com os sindicatos e associações envolvidas.

“Por enquanto segue do jeito que a Secretaria de Educação programou. Se algum município necessitar alterar a data, será uma decisão que tomaremos junto com a Associação dos Municípios, diretores das escolas e sindicatos”, garantiu Rose.

Cada município que teve o estado de emergência homologado recebeu R$ 250 mil em caráter de urgência e mais R$ 80 mil em óleo diesel, sem contar com as máquinas que estão auxiliando na restauração do que foi danificado pela chuva e os vendavais.

Até o momento, 16 cidades decretaram situação de emergência: Coronel Sapucaia, Deodápolis, Batayporã, Novo Horizonte do Sul, Itaquiraí, Japorã, Eldorado, Miranda, Rio Verde, Bataguassu, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tacuru, Iguatemi, Mundo Novo e Amambai.

Dessas, sete tiveram a situação reconhecida pelo Governo do Estado, por meio de decreto. São elas: Iguatemi, Tacuru, Sete Quedas, Coronel Sapucaia, Novo Horizonte do Sul, Itaquiraí e Eldorado.

Fonte: Assomasul

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Educação

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.