Gazeta de Amambaí


Quarta-Feira, 27 de Dezembro de 2017 às 23:01

Cai número de alunos especiais em escolas públicas de MS neste ano

Redução foi provocada pelo movimento de matrículas na rede estadual

O número de alunos especiais matriculados em escolas públicas de Mato Grosso do Sul foi menor neste ano. A redução foi provocada pelo movimento na rede estadual, com variação de -5,6%, de acordo com o Censo Escolar da Educação Básica 2017, divulgado nesta terça-feira (26) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). No total, considerando também as escolas municipais, a quantidade de matrículas teve leve recuo de 0,65%.

O levantamento mostra que foram matriculadas 5.945 pessoas com deficiência nas instituições de ensino da rede estadual de Mato Grosso do Sul neste ano. São 353 a menos que as 6.298 matrículas feitas em 2017.

Nas escolas municipais, no entanto, houve aumento de 3,57% na quantidade de alunos especiais matriculados, passando de de 7.379 em 2016 para 7.643 neste ano.

Com movimentos opostos das escolas estaduais e municipais, o número de matrículas na educação especial ficou estagnada. No total, foram 13.588 alunos neste ano e 13.677 em 2016.

Considerando os diferentes níveis escolares, as matrículas de alunos especiais em escolas públicas de Mato Grosso do Sul recuou 3,72% no Ensino Fundamental (11.439 para 11.013), mas aumentou 15,65% (1.099 para 1.271) no Ensino Médio e 20% (de 559 para 673) na Educação Infantil e creche.

Alta modesta – Excetuando-se a educação especial, houve aumento, embora modesto, no número de matrículas nas escolas públicas de Mato Grosso do Sul neste ano. A alta foi de 1,15%, subindo de 568.639 para 575.200 na comparação entre 2016 e 2017.

Em números absolutos, o acréscimo de foi de 6.561 alunos neste ano. Em 2016, o aumento sobre o ano anterior (558.387) fora de 10.252 matrículas.

O aumento no número de matrículas foi veriricado no Ensino Médio de tempo integral. A alta foi de 70,9%, de 2.430 para 4.154. Em se tratando de tempo parcial, houve retração de 1,58% na quantidade de alunos matriculados no Ensino Médio (79.430 para 78.169).

A redução mais acentuada foi contabilizada no número de matrículas na pré-escola (tempo integral). A quantidade de alunos caiu de 2.404 (2016) para 4.208 (2017), variação de -42,8%. No tempo parcial, houve aumento, ainda na pré-escola, de 9,03%, de 49.427 para 53.894.

Fonte: Campo Grandenews

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Educação

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.