Gazeta de Amambaí


Terça-Feira, 26 de Dezembro de 2017 às 06:03

MEC divulga edital para 400 bolsas de estudo no exterior

Resultado da seleção acontece em junho e aula no segundo semestre do ano

Interessados em participar de programas de doutorado no exterior oferecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) têm até 19 de janeiro para formalizar a inscrição e concorrer a 400 bolsas. O resultado dos selecionados deve ser divulgado em junho e o início dos estudos está previsto no segundo semestre de 2018.

A autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC) divulgou editais de quatro programas: Professor Visitante (PVE), Pós-doutorado, Doutorado-sanduíche (PDSE) e Doutorado-pleno.

Os candidatos devem consultar os requisitos de cada edital em link disponível no site oficial e saomente o doutorado-sanduiche terá data de inscrição diferenciada: entre 19 de fevereiro a 23 de março, após seleção interna realizada por instituições de ensino superior.

De acordo com a coordenadora de candidaturas a bolsas e auxílios do exterior da Capes, Vanessa Fernandes, o maior ganho para esses pesquisadores é em formação de recursos humanos internacionalizados para o Brasil e para os programas de pós-graduação brasileiros.

“A ideia é enviar estudantes para estudar fora do Brasil e, depois, que eles tragam experiências inovadoras, ganhos de produção científica e outras formas diferentes de realizar estudos e trabalhos”, explicou. “O ganho para o pesquisador da experiência internacional é uma formação diferenciada, pois ela é feita fora do Brasil e traz um ganho no geral para os programas de pós-graduação brasileiros. ”

LIMITE DE BOLSA

Cada programa de doutorado fará jus a uma cota de 12 meses para o ano de 2018, o que equivale a 12 mensalidades. A quantidade de bolsistas pode variar, conforme o interesse da coordenação do programa nas instituições de ensino, o mérito e a duração das propostas apresentadas. Já duração da bolsa é de, no mínimo, seis meses e de, no máximo, 12.

O programa Doutorado-pleno oferece bolsas como alternativa complementar às possibilidades oferecidas pelos programas de pós-graduação no Brasil. O edital ofertará até 100 bolsas incialmente concedidas por um período de, no máximo, 12 meses. A renovação da concessão é condicionada ao desempenho acadêmico satisfatório do estudante.

A duração da bolsa será definida com base na duração aprovada pela instituição de destino e cronograma de execução do projeto proposto, não podendo ultrapassar 48 meses, com vigência até o mês de defesa da tese. 

Fonte: Correio do Estado

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Educação

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.