Gazeta de Amambaí


Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019 às 09:14

Pecuaristas têm intensificado produção com a agricultura

Cooperativa Agroindustrial Amambai incentiva cooperados da pecuária a ingressar na agricultura

Clique na Imagem para ampliá-la

Plantação de Soja na Fazenda Flexa, do produtor Carlos Henrique de Oliveira. Fotos: Coopersa

Raquel Fernandes/Grupo A Gazeta

Pecuaristas de Amambai tem encontrado na agricultura uma forma de integrar e aperfeiçoar a produção rural. Além do fomento à produção agrícola que traz inúmeros benefícios ao produtor rural e a economia do município, a integração proporciona a recuperação das pastagens, devolve vigor às áreas desmatadas e aumenta a qualidade e quantidade da produção de grãos, carne e leite.

O produtor rural e cooperado da Coopersa, Carlos Henrique de Oliveira, sempre trabalhou apenas com a Pecuária e desde 2018 adotou o sistema integração lavoura x pecuária em sua propriedade. De acordo com o produtor, a decisão de ingressar na agricultura trouxe resultados satisfatórios à sua produção.

 “Já no primeiro ano do plantio da soja, obtive na colheita uma produtividade média de 60,5 scs/há”, conta Carlos, acrescentando ainda que pretende aumentar sua área agrícola no próximo ano.

A Cooperativa Agroindustrial Amambai- Coopersa tem incentivado o desenvolvimento da agricultura no município. De acordo com o engenheiro Agrônomo da Coopersa, Luiz Felipe Corsini, os cooperados são orientados com técnicas e recomendações para intensificar cada vez mais a produção.

“O produtor rural, Carlos Henrique de Oliveira, seguiu todas orientações da equipe técnica da cooperativa e o que contribuiu para este resultado”, informou.

Benefício

O pesquisador da Embrapa Gado de Corte Roberto Giolo em entrevista ao G1, destacou que muitas pastagens com algum tipo de degradação no MS estão sendo recuperadas por meio da agricultura.

“Essa ação de utilizar a lavoura em integração na verdade recupera o pasto e já tem parte dos custos já amortizados. O benefício imediato é que você faz a recuperação do seu pasto e você pode ter essa recuperação toda paga pela venda dos grãos. No futuro você tem uma pastagem melhor, porque vai vir num solo todo corrigido para a lavoura que foi plantada” concluiu Giolo.

Fonte: A Gazeta News

COMPARTILHE

IMPRIMIR

   
  • Mais Notícias
  • Mais Lidas
  • Mais Cidade

Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.