Gazeta de Amambaí

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019 às 20:14

Aulas começam nesta segunda em Amambai e em Paranhos

Nos demais municípios da região as prefeituras optaram por acompanhar o Estado e as aulas vão começar dia 18.

A secretária de educação em Amambai, Zita Centenaro e o prefeito do município, Dr. Edinaldo Bandeira. Aulas na rede municipal começam nesta segunda-feira, dia 11 de fevereiro. (Foto: Vilson Nascimento/Arquivo)

Vilson Nascimento

As aulas na rede municipal de ensino em Amambai e no município de Paranhos vão começar nesta segunda-feira, dia 11 de fevereiro.

Os demais municípios da região, entre eles Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Tacuru, Sete Quedas, Iguatemi e Caarapó, decidiram por seguir a Secretaria de Estado de Educação e iniciarem o ano letivo 2019 no dia 18 de fevereiro.

Segundo a secretária municipal de educação em Amambai, professora Zita Centenaro, caso o município optasse por iniciar as aulas no dia 18 e não no dia 11 de fevereiro, conforme prevê o calendário oficial, posteriormente dez sábados teriam que serem computados como letivos para repor a semana de aula perdida, ocasionando desgaste para alunos, professores e inclusive para o sistema educacional.

Prefeitura economizaria R$ 300 mil, diz prefeito

Em entrevista a reportagem do grupo A Gazeta o prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Bandeira (PSDB) disse que, se optasse por adiar o início das aulas como fez o Estado e a maior parte dos municípios, no caso de Amambai, a economia para os cofres da prefeitura, computando transporte escolar, professores convocados, merenda escolar e demais consumos no âmbito administrativo, seria de aproximadamente R$ 300 mil reais.

“Seria uma economia considerável para a prefeitura, mas um grande prejuízo para o aprendizado de nossas crianças, por isso optamos por seguir o calendário letivo normal, poupando também os professores desse desgaste de repor aulas aos sábados”, disse o prefeito ao relatar que o prejuízo dos alunos em relação as aulas de reposição aos sábados é que elas geralmente não acontecem efetivamente, somente os professores acabam submetidos a atividades pedagógicas e capacitações.

Alunos na REME

De acordo com a secretária de educação em Amambai, Zita Centenaro, em 2018 a rede municipal de ensino do município fechou o ano com 6,7 mil alunos.

Para 2019 a expectativa é que esse número aumente e ultrapasse os 7 mil alunos. Isso se deve, segundo a professora Zita, devido a migração dos alunos da rede estadual para a rede municipal por conta do encerramento gradativo das séries iniciais nas escolas estaduais.

Transporte escolar

Com o objetivo de garantir boa trafegabilidade aos ônibus escolares na zona rural, a Prefeitura de Amambai, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas vem intensificando os reparos em estradas rurais que integram a rota diária de transporte escolar.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), em Amambai somadas todas as linhas do transporte escolar rural no município, os ônibus percorrem diariamente 6,5 mil quilômetros.

Fonte: A Gazeta News
Copyright © A Gazeta News.
Todos os Direitos Reservados.
Notícia impressa em 16/02/2019 19:05:58 através da url: http://www.agazetanews.com.br/imprimir/142644